Sábado, 20 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Manaus

Conheça o coletivo manauara ‘Cientistas do Samba’, craque em emplacar hits carnavalescos

O grupo, formado há 19 anos, concorre anualmente nos concursos de samba-enredo em escolas de samba de Manaus e do Rio de Janeiro


16/01/2016 às 15:52

Um grupo formado há 19 anos em Manaus concorre anualmente em concursos de sambas-enredos na capital e no Rio de Janeiro. Denominados de “Cientistas do Samba”, e existindo de forma organizada há cerca de cinco anos, eles são em número de 20 pessoas e vez por outra emplacam composições no Carnaval, sempre com muita inspiração e criatividade.

“Somos um grupo formado por compositores e músicos que concorrem em escolas de samba do Carnaval amazonense e do Rio de Janeiro. São compositores, intérpretes, músicos, cavaquinistas, violinistas que participam desse projeto com o objetivo fim de compôr sambas-enredos”, explica Daniel Sales, historiador do Carnaval amazonense que integra o Cientistas do Samba junto a nomes como Aor Amorim, Marcos Almeida, Biro-Biro Quebra-Copos, Brenner LP, Fábio Jackson, Sandro Roberto e Marcos Verçosa.

Neste ano, o grupo concorreu em Manaus, no grupo Especial, para o samba-enredo nas escolas de samba Reino Unido, A Grande Família, Vitória Régia e Sem Compromisso, e no Rio de Janeiro na Unidos da Tijuca.

Nestes 19 anos de estrada, o Cientistas já venceu 31 sambas-enredos: 7 na Sem Compromisso, 3 na Mocidade da Raiz, um na Kamélia, um na Presidente Vargas, um na Legião de Bambas e 15 na Ipixuna, alem de 3 na Acadêmicos do Rio Negro.

“Concorremos desde 2012 no Rio de Janeiro na Unidos da Tijuca. Em 2012 ficamos em 13º Lugar dentre 51 sambas e, em 2015 fixamos entre os 8 primeiros”, declara Sales.

E em meio a vitórias nos sambas, em alguns anos o grupo ainda foi campeão do Carnaval pelas respectivas escolas, como em 2000 e 2001 pela Ipixuna, no Grupo de Acesso.

Em 2015, foram campeões com a Legião de Bambas no Acesso C. E pela Ipixuna, este ano, são os autores do samba-enredo “Uni/Ubes: a Luta pela Juventude”.

Para este ano, os Cientistas do Samba vai reunir para concorrer novamente na Unidos da Tijuca e em, pelo menos, três escolas do Grupo Especial de Manaus. “A gente só concorre onde achamos que vai haver lisura, uma concorrência mais justa”, destaca Daniel Sales. 

E com colaboração do Cientistas, já está no ar a web rádio Amazon Cult, que executa sambas-enredos e discussões sobre o mundo do Carnaval pela Internet. Hoje, por exemplo, o canal transmite a a feijoada da escola de samba Vila da Barra.

publicidade
publicidade
Bolsonaro e Paulo Guedes se contradizem ao falar sobre Zona Franca de Manaus
Celebrações religiosas marcam Sexta-feira da Paixão na Catedral de Manaus
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.