Segunda-feira, 11 de Novembro de 2019
DIA DOS AVÓS

Conheça os cuidados que podem minimizar os riscos de doenças do envelhecimento

Especialista destaca algumas medidas preventivas que são importantes para que idosos tenham qualidade de vida



WhatsApp_Image_2018-07-25_at_15.37.07__4_.jpeg
26/07/2018 às 07:00

Eles não vivem para sempre, como muitos gostariam, mas são capazes de ter uma vida longa e saudável se tomar as medidas apropriadas para minimizar os riscos de doenças decorrentes do envelhecimento. Estamos falando dos vovôs e vovós, pessoas únicas, afetuosas e inesquecíveis, que são homenageadas nesta quinta-feira, quando se comemora nacionalmente o Dia dos Avós.

A coordenadora estadual de Saúde do Homem, Thyana Palmeira, do Departamento de Atenção Básica e Ações Estratégicas (Dabe) da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), aproveita a data para chamar a atenção quanto à importância de medidas preventivas para esse público, de forma que possam continuar desfrutando de momentos felizes e especiais com quem se ama. Ela lembra que muitos tornam-se avós ainda jovens, mas, mesmo assim, precisam cuidar da saúde, para que possam ter vida longa, para curtir seus netos e bisnetos. 



Thyana ressalta que, antes de qualquer coisa, adotar hábitos saudáveis, como praticar exercícios físicos regularmente, ter uma alimentação balanceada, além de eliminar o vício em álcool e tabaco, e realizar exames de rotina, é de extrema importância para evitar doenças, controlar o surgimento de problemas e garantir o tratamento adequado para qualquer intercorrência. “Isso tudo é fundamental na busca de uma longevidade”, afirmou.

A coordenadora reitera que, dependendo da idade, os fatores de riscos mudam, por isso, é importante que todas as pessoas procurem ir ao médico, no mínimo, uma vez por ano para fazer o checkup. Ela também recomenda fazer testes rápidos de HIV, sífilis e hepatites, bem como os exames preventivos – de colo do útero, mama e tireóide (mulheres), próstata e testículo (homens), dentre outros. “Quanto mais precoce é o diagnóstico, maior é a chance de sucesso nos tratamentos”, enfatizou.

De acordo com Thyana Palmeira, pessoas com idade entre 20 e 59 anos estão no grupo de risco para doenças crônicas (obesidade, hipertensão e colesterol alto) e cardiovasculares (especialmente acidente vascular cerebral – AVC), cujos principais fatores de risco estão associados ao sedentarismo e a má alimentação. Em indivíduos a partir de 60 anos, a ocorrência dessas mazelas se torna mais frequente e preocupante. 

 Thyana Palmeira

Thyana garante que se o vovô ou a vovó for consciente, cuidar da saúde, fazer dieta, atividade física, dormir de 8 a 10 horas por dia, não ter aborrecimento em casa e nem presenciar violências, tem disposição de longevidade alta. “Pode viver entre 90 e 120 anos, numa boa”, comentou, indicando que a atenção básica, de competência das prefeituras, é a porta de entrada para os cuidados que devem buscar no Sistema Único de Saúde (SUS).
 
A Susam, por outro lado, dispõe de três Centros de Atenção Integral à Melhor Idade (Caimi’s), que são voltados a promoção e prevenção em saúde para pessoas com 60 anos ou mais. Os Caimi’s dispõem de atendimento na área de geriatria, ortopedia, gastroenterologia, ginecologia e clínica médica. A partir do próximo mês, passam também a oferecer oftalmologia e fisioterapia, na Policlínica Gerontológica da Universidade Aberta da Terceira Idade (UnATI), instituição vinculada à Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

 

Em números – No Amazonas, há 210.525 idosos na faixa etária de 60 a maiores de 100 anos, dos quais 101.951 são do sexo masculino e 108.574 do sexo feminino.

 

Curiosidade – O Dia dos Avós é comemorado no Brasil, no dia 26 de Julho. Esta data foi escolhida por ser o dia de Santa Ana e São Joaquim, pais de Maria e avós de Jesus Cristo.

 

As 10 doenças mais comuns na pessoa idosa, no Brasil

- Infarto

- Acidente vascular cerebral

- Diabetes

- Enfizema pulmonar

- Mal de Alzheimer / demências

- Perda de audição

- Hipertensão arterial

- Pneumonia

- Osteo-artrose / osteoporose

- Cataratas

 

Dicas de prevenção

- Consultar o geriatra regularmente;

- Fazer exames oftalmológicos anualmente;

- Manter uma dieta saudável com ingestão de cálcio e vitamina D;

- Reduzir a ingestão de bebidas alcoólicas;

- Tomar banho de sol regularmente;

- Informar-se com o médico sobre efeitos colaterais dos remédios está tomando;

- Certificar-se que todos os medicamentos estejam claramente rotulados e guarda-los em local adequado;

- Tomar os medicamentos nos horários corretos e da forma que foi receitado pelo médico;

- Participar de programas de atividades físicas que visem o desenvolvimento de agilidade, equilíbrio, coordenação e força muscular;

- Conversar com o médico a respeito do tipo de atividade física recomendada a você;

- Em caso de vida sexual ativa, fazer uso de preservativos, e procurar o ginecologista regularmente;

- Levar uma vida saudável e feliz com familiares e amigos.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.