Terça-feira, 01 de Dezembro de 2020
ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

Conheça os melhores alimentos regionais na hora de montar um prato saudável

Das raízes aos peixes cozidos e passando pelos sucos naturais, o Dia Mundial da Alimentação Saudável, comemorado hoje (16), tem no Amazonas diversas possibilidades de unir o saudável ao gostoso



aef7bc9a-5c10-44ae-9b8f-35bc16b2cba2_4817827C-146B-414B-A760-F231B4A51B45.jpg Foto: Junio Matos
16/10/2020 às 07:25

O amazonense pode muito bem substituir os industrializados pelas inúmeras opções de alimentos saudáveis encontrados na região amazônica como os variados peixes e frutas como a pupunha, o buriti, o açaí, o tucumã e o guaraná, por exemplo. Ricos em nutrientes e funcionais para qualquer idade, nutricionistas explicam as propriedades de inúmeros alimentos amazônicos os quais podem ser facilmente encontrados nas feiras livres de Manaus, neste dia Mundial da Alimentação Saudável, 16 de outubro.

A nutricionista clínica e especialista em fitoterapia, Manuela Marinho, ressalta o mau habito do amazonense que escolhe o pão francês quando poderia consumir raízes no café matinal. “E isso trouxe alguns problemas de saúde, não que o pão seja um alimento ruim, mas comemos todo dia, e isso sim é um habito ruim. Anteriormente, o nosso costume era se alimentar de raízes no café da manhã como, por exemplo, a macaxeira e o cará roxo”. 




Ingestão de raízes ao invés de produtos com base em farinha de trigo pode ajudar na mudança para a vida saudável.

A pupunha e tucumã, que também podem ser consumidos tanto durante o café da manhã quanto no chá da tarde, tem a coloração alaranjada pela presença de beta caroteno, um potencial antioxidante. E quanto aos peixes amazônico, a nutricionista destaca o jaraqui como o protetor cardiovascular, por possui uma grande quantidade de ômega 3 o que é fundamental para o metabolismo humano. 

“Nossos peixes são maravilhosos. Todos os peixes são excelentes fontes de proteína de fácil digestão, porém a forma de preparo pode influenciar muito na qualidade do alimento. Fritura é um exemplo, um jaraqui frito perde aí nesse modo de preparo o ômega 3, por isso, cozido, ensopado ou assado são boas opções”, comentou. “E qual alimento amazônico é o mais saudável? Não existe essa resposta, o ser saudável está na variedade, nenhum alimento de forma isolada atua de maneira eficiente”.


Especialistas indicam peixes cozidos para que nutrientes não se percam na fritura. Foto: Reprodução/Internet

Frutos ricos em vitamina

A nutricionista clínica e especialista em nutrição funcional, Izabela Moura, ressalta os frutos ricos em diferentes vitaminas como é o caso do açaí, buriti, tucumã e camu-camu os quais possuem inúmeros benefícios a saúde. De acordo com ela, a pupunha, por exemplo, é rico em fibras, ferro, cálcio, zinco, fósforo e potássio e é aliada na prevenção de doenças degenerativas.


Velhos conhecidos do amazonense, como o açaí, trazem diversos benefícios para a saúde. Foto: Junio Matos

Já o tucumã tem um tipo de gordura que diminui os níveis de colesterol, ajuda na prevenção dos níveis de açúcar no sangue, tem vitamina A, B1 e C, e é antioxidante o qual ajuda na prevenção do envelhecimento. “Nós temos diversos alimentos regionais que podem entrar na nossa rotina de alimentação saudável como o cupuaçu, o tucumã, a pupunha, o buriti, as castanhas amazônicas e o açaí. Por exemplo, o nosso açaí tem propriedades antioxidantes que pode prevenir o envelhecimento, o buriti que se trata de um energético natural e o camu-camu riquíssimo em vitamina C”.

Entre outros alimentos, a nutricionista aponta as castanhas amazônicas como ricas gorduras saudáveis. O cará como um tubérculo rico em fibras e destaca ainda o gengibre ou a mangarataia como termogênico que acelera o metabolismo e pode ser consumido em sucos, chás e outras preparações.

Presente na culinária

Os ingredientes amazônicos são pontos chaves da cozinha do restaurante Caxiri Amazônia. Para a chef Débora Shornik, o Amazonas possui diversos temperos, frutos de sabores inusitados e inúmeros tipos peixes que podem compor uma alimentação rica e sustentável.


A chef Débora Shornik destacou a possibildiade do uso de diversos peixes para compor pratos saudáveis. Foto: Márcio Silva

“Os ingredientes amazônicos são os protagonistas da minha cozinha, a sazonalidade é quem me aponta com o que irei trabalhar e eu entro com a alquimia. Minha cozinha é baseada no respeito ao ingrediente que vem da terra e todo o percurso até que chegue até mim, isso envolve pessoas, processos e saberes. E os ingredientes imprescindíveis são tucupi amarelo e preto, castanha, banana, farinha, macaxeira, coentro, cubiu e os peixes, claro!”.

Entre os pratos mais cobiçados do restaurante estão os ceviches de peixe, o matrinxã assado na brasa e a deliciosa costela de tambaqui com mil folhas de banana pacovã.

Dia Mundial da Alimentação Saudável

A data de 16 de outubro foi criada para assinalar a fundação da “Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação” (FAO-Food and Agriculture Organization), fundada em 1945. Seu principal objetivo é elevar os níveis de nutrição mundiais. Estabelecido pela ONU em 1979, o Dia Mundial da Alimentação ocorre em mais de 150 países no mundo, desde 1981.

News karol 2d8bdd38 ce99 4bb8 9b75 aaf1a868182f
Repórter de Cidades
Jornalista formada pela Uninorte. Apaixonada pela linguagem radiofônica, na qual teve suas primeiras experiências, foi no impresso que encarou o desafio da prática jornalística e o amor pela escrita.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.