Publicidade
Manaus
Manaus

Construção sem licença da prefeitura em igreja ameaça casa vizinha

Obra iniciada de forma incorreta está ‘tirando o sono’ do vizinho e rachando as paredes da casa dele. Proprietário do terreno e fundador da igreja negou as irregularidades 17/06/2013 às 07:36
Show 1
De acordo com Roberto, além do barulho provocado pela obra durante a noite, a construção está causando rachaduras
CAROLINA SILVA ---

A construção de uma igreja em um terreno localizado na avenida Constantino Nery, na Zona Sul, está preocupando o morador vizinho. O professor Roberto Gomes, 66, reclama da irregularidade da obra. Segundo ele, a mesma não tem autorização da prefeitura para ser executada e está comprometendo a estrutura da residência onde mora com a esposa.

De acordo com Roberto, há mais de um mês a obra tem tirado, literalmente, seu sono e de sua família. É que a estrutura da igreja está sendo construída “colada” ao muro da residência do morador. Ele denunciou a situação ao Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), mas ainda aguarda providências.

“Ao que tudo indica, a obra não tem nenhuma autorização da prefeitura para ser executada. E estou com medo dos prejuízos causados à minha residência. Moro há 36 anos aqui e depois de tanto tempo estou vivendo um pesadelo dentro da minha própria casa”, desabafou Roberto. O terreno pertence ao pastor Arodo Teles, da Igreja Evangélica do Avivamento.

Em frente a obra não há nenhuma placa indicando se a obra possui o alvará de construção  aprovado pelo Implurb. Assim como não indica quem é o engenheiro responsável.

Proprietário do terreno e fundador da igreja, Arodo Teles estava no local e negou que a obra esteja irregular. Disse que a construção da igreja está parada há dias e que procurou o Implurb no dia anterior (terça-feira passada) para solicitar o licenciamento do órgão.

“O engenheiro está providenciando a documentação necessária. Estive no Implurb e já assinei alguns documentos”, contestou. Nenhuma obra, pública ou particular pode ser executada sem a respectiva aprovação do projeto, assim como seu devido licenciamento, dado pelo Implurb.

Incomodados pelo barulho da obra no horário noturno, os moradores chegaram a acionar a polícia na noite de terça-feira para que a mesma fosse paralisada. “Por volta de 22h30 estavam trabalhando no local e não conseguíamos dormir. É um absurdo passarmos por isso por conta de pessoas que burlam as normas”, reclamou Roberto.

O morador também reclama que a estrutura da obra está invadindo parte do terreno da sua casa e das rachaduras causadas pela obra.

Obra já foi notificada pelo Implurb

O Instituto Municipal de Planejamento Urbano informou que, no dia 29 de maio, a Igreja Evangélica do Avivamento foi notificada por obra irregular sem licença, sendo o proprietário informado a apresentar documentos do imóvel e projeto no Implurb, em 48h.

O órgão disse que não foi possível realizar vistoria no local pois o pastor não autorizou a entrada da fiscalização. No mesmo dia foi feito um termo de embargo da obra e o proprietário informado a paralisar qualquer construção no local.

Ainda segundo a direção do Implurb, na terça-feira Arodo Teles de Oliveira esteve no Implurb e tomou conhecimento de que deverá manter a obra paralisada e foi orientado sobre os documentos necessários para dar entrada imediata na regularização da construção.

Porém, o órgão afirmou que até semana passada Arodo Teles não havia dado entrada no pedido de regularização, de alvará de construção no Implurb para continuar a obra.

Publicidade
Publicidade