Sexta-feira, 19 de Julho de 2019
Manaus

Copa 2014: Projeto de reforma do zoológico do CIGS ainda no papel

A proposta do Exército era de fazer reformas para melhorar a estrutura existente no local, que é considerada satisfatória para os animais



1.jpg Para Sérgio Citti, o valor final da obra só poderá ser estipulado quando o projeto básico estiver pronto
28/07/2013 às 14:32

O projeto de reforma do zoológico do Centro de Instrução de Guerra na Selva (Cigs),   previsto para ser um dos pontos de visitação durante a Copa do Mundo de 2014, não  saiu do papel ainda.

Segundo o secretário-executivo de Administração e Finanças da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra),  Sérgio Citti,  a expectativa era de que a reforma fosse feita até o evento, mas  isso não é uma condicionante e   hoje  o empreendimento está em fase de contratação da empresa que irá elaborar o projeto da reforma.

Médico da Divisão Veterinária do Cigs, o capitão Carlos Palhares Neto informou que a proposta do Exército era que fossem feitas reformas para melhorar a estrutura existente no local, que é considerada satisfatória para os animais. “O que nós queríamos é que fossem feitas melhorias na acessibilidade, na estrutura elétrica e hidráulica além de lojas de ‘souvenir’ e espaço para uma praça de alimentação para os visitantes”, explicou Carlos Palhares.

Idéia prevê mudanças no ‘status’ do lugar

De acordo com o capitão Carlos Palhares houve uma conversa com as secretarias do Estado para que fossem feitos os investimentos, mas até o momento o Exército aguarda uma sinalização  para saber se as obras serão realizadas.

Sobre o valor da obra, estimada em R$  30 milhões, o técnico da  Secretaria de Estado de Planejamento e Desenvolvimento Econômico (Seplan),  Roney Peixoto, informou que a reforma previa a reestruturação e a transformação do  zoológico em um “espaço de estudos da sociobiodiversidade da região voltado para a visitação turística, pesquisa científica e intercâmbio de informações”.

Para  Sérgio Citti, o valor final da obra só poderá ser estipulado quando o projeto básico estiver pronto. “O andamento do projeto está dentro do prazo”, garantiu  Citti.

Para Carlos Palhares, o Ministério da Defesa não tem recursos para investir nas obras de reforma do zoológico e portanto espera-se que o Estado faça melhorias no local para que os turistas que visitem a cidade durante a Copa possam aproveitar melhor o ponto turístico.

“Não queremos a ampliação até por que não seria justo desmatar a área preservada dentro da cidade, o que se espera são as melhorias”, disse o capitão.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.