Publicidade
Manaus
Manaus

Corecon-AM lança grupo de “Economistas Solidários” para apoiar projetos de negócios

O grupo visa apoiar projetos de Economia Solidária através de orientações técnicas e treinamentos nas comunidades onde serão desenvolvidos 16/10/2013 às 16:06
Show 1
A economista Denise Kassama (centro) com universitários destaca o apoio de projetos já propostos pela comunidade
jornal a crítica ---

O Conselho Regional de Economia do Amazonas (Corecon-AM) lançou nessa terça-feira (15) o grupo “Economistas Solidários”, que visa apoiar projetos de Economia Solidária através de orientações técnicas e treinamentos nas comunidades onde serão desenvolvidos. O termo é designado para a forma de produção, consumo e distribuição de riqueza com base no associativismo e cooperativismo.

No Corecon-AM, o projeto será coordenado pelos economistas Ricardo Maia e Denise Kassama. A economista explica que a proposta não irá desenvolver ideias para a geração de renda, mas sim apoiar os projetos já propostos pelas comunidades. A ideia para geração de renda, segundo ela, deve partir de um coletivo específico, com base em sua própria realidade. “Entretanto, para que esta idéia tenha mais chances se tornar uma ação e gerar resultados, faz-se necessária a união da iniciativa coletiva e é nesse momento que entraremos”, completou.

Ela ressaltou que o grupo de Economistas Solidários irá funcionar dentro das dependências do Conselho Regional de Economia, mas também atuará de forma itinerante. A partir da uma demanda, o grupo irá convocar os economistas voluntários cadastrados e traçar um plano de ação para a situação apresentada pela comunidade. O conselho fica na Rua Leonardo Malcher, nº. 768, no Centro da cidade. O telefone da instituição é o (92) 3234-2421.

Pionerismo

Denise Kassama destacou o pioneirismo da iniciativa e a importância dela para novos negócios na comunidades. “Acreditamos que a iniciativa do Conselho Regional de economia do Amazonas seja pioneira em todo Brasil. Nós do Corecon/AM queremos agradecer a sociedade pelo reconhecimento dado a nossa classe buscando dessa forma fomentar tecnicamente projetos que objetivem geração de emprego e renda ”, completou Kassama.

O presidente do Corecon/AM, Marcus Evangelista, está convidando outros profissionais a se empenharem na causa. Para ele, é preciso que a sociedade entenda como a união no trabalho pode fazer a diferença na economia de uma cidade. “Por esse motivo, queremos encorajar além de economistas, outras pessoas como estudantes de Economia e profissionais que desejem contribuir com seu conhecimento técnico e tempo, de forma voluntária, em prol de uma coletividade”, disse.

Publicidade
Publicidade