Terça-feira, 26 de Maio de 2020
DEPUTADOS

Coronavírus domina debates na Assembleia Legislativa do Amazonas

Deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB), que presidia os trabalhos, chegou a pedir que assessores de outros parlamentares se retirassem do local para evitar aglomeração



103098-g_CA68B63D-4854-4036-A0C1-86DDD8456AAA.jpg Foto: Reprodução/Internet
17/03/2020 às 14:10

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) despertou a preocupação dos parlamentares da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM) e cautela nos procedimentos, durante a sessão ordinária desta terça-feira (17). 

Durante a sessão plenária, a deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB), que presidia os trabalhos, chegou a pedir que assessores de outros parlamentares se retirassem do local para evitar aglomeração.



A deputada também fez orientações quanto ao uso de álcool em gel na casa e permitiu que os deputados estaduais falassem dos microfones que são instalados, individualmente, na mesa deles, sem precisarem utilizar a tribuna. 

“Queria pedir aos senhores deputados que a gente tentasse reduzir o número de assessores em plenário. Pra que a gente não mantivesse quatro ou cinco assessores e tembém ter uma distância entre cada pessoa que está aqui e evitar qualquer tipo de contágio, não só do coronavírus, mas de qualquer vírus”, solicitou a parlamentar.

O deputado estadual, Wilker Barreto (PHS), solicitou respostas das ações preventivas do governo do Estado contra a pandemia. O parlamentar ressaltou, ainda, que para o tratamento de idosos que possam ser infectados com o vírus, é necessária a ampliação da quantidade de Unidades Intensivas de Tratamento (UTI) nas redes hospitalares. 

“Se o ritmo da doença no Brasil for como na Europa, é uma questão de tempo para o confinamento. A sociedade precisa de respostas. No orçamento hoje há R$ 100 milhões para a cultura, vamos remanejar  para instalações de UTI. Será que temos capacidade para isso?”, disse o parlamentar.

O deputado estadual, doutor Gomes (PSC), afirmou que participou de reuniões com profissionais da saúde do governo do Estado e, ressaltou que os recursos e aparato hospitalar estão voltados para dar tranquilidade à população. Segundo o parlamentar, o governo do Estado vai disponibilizar 213 mil doses de vacina contra a gripe.

“O governo do Estado, hoje, já dispõe de mais de 150 leitos de UTI. Quando eu digo que o Estado já dispõe, estou dizendo que ele já mobilizou todos os leitos da rede pública e parte dos leitos da rede privada de saúde, para que o Amazonas não possa ser surpreendido com o aumento de casos do coronavírus”, disse o parlamentar.

O deputado estadual, João Luiz (PRB), afirmou que junto ao Procon-AM e à Comissão de Defesa do Consumidor da casa vai investigar o superfaturamento nas vendas de máscaras, luvas e álcool em gel. De acordo com o parlamentar, alguns estabelecimentos de Manaus chegaram a aumentar em 300% o preço dos itens, após o anúncio da pandemia.

“São pessoas que estão se aproveitando da fragilidade de outros que estão precisando do produto e dobram os preços. Nós fomos a  uma dessas lojas e, junto com o Procon-AM, foram recolhidas luvas que estavam sem o selo do Imetro. Verificamos no sistema que uma luva que uma máscara que custava R$9, hoje custa R$ 30 e isso é inaceitável”, concluiu o parlamentar.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.