Publicidade
Manaus
Prevenção de afogamento

Corpo de Bombeiros realiza simulado e orientações de segurança na Ponta Negra

De acordo com dados da corporação, este ano, em Manaus e na Região Metropolitana, 14 afogamentos resultaram em óbito. No ano passado, foram 37 19/08/2016 às 13:54
Silane Souza Manaus (AM)

Com a finalidade de orientar a população usuária dos balneários da capital, bem como da Região Metropolitana de Manaus (RMM), o Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) reuniu a imprensa, nesta sexta-feira (19), para falar sobre as atividades preventivas e ocorrências desta natureza atendidas pela corporação nos últimos cinco anos.

A coletiva aconteceu na Praia da Ponta Negra, Zona Oeste. Na ocasião, o Comando de Bombeiros da Capital coordenou uma demonstração técnico-profissional de Salvamento Aquático com o efetivo de guarda-vidas e mergulhadores do Batalhão de Bombeiros Especial. De acordo com dados da corporação, este ano, em Manaus e na RMM, 14 afogamentos resultaram em óbito. No ano passado, foram 37.

O comandante do Batalhão dos Bombeiros Especiais, Reinado Menezes, enfatizou que os afogamentos ocorridos em balneários de Manaus e da RMM acontecem devido à mistura de álcool, cansaço e falta de alimentação. “É importante não exagerar no consumo de bebida alcoólica, se alimentar bem e está sempre se hidratando porque essa mistura causa câimbra e, consequentemente, ocasiona o afogamento”, frisou.

De acordo com Menezes, as vítimas são sempre homens entre 18 e 25 anos que estavam consumindo bebida alcoólica. As Zonas Oeste, Sul e Leste, respectivamente, são as que registram mais mortes por afogamento. Ele destacou que os óbitos ocorrem mais onde o Estado não está com o Corpo de Bombeiros. Apenas a praia da Ponta Negra conta com o efetivo da corporação. “Nós estamos aqui de segunda a sexta-feira, de 9h às 17h, e nos finais de semana e feriados, de 8h às 17h”, observou.

O comandante ressaltou que por conta do Live Site, que ocorre na Complexo Turístico Ponta Negra, em torno de 20 bombeiros ficam diariamente na praia. Esse efetivo é empregado também nos finais de semana, em períodos normais, e oito durante a semana quando não há nenhum evento específico no local. Reinado Menezes salientou a importância de os banhistas respeitarem as regras para se divertirem em segurança.

Publicidade
Publicidade