Sábado, 24 de Agosto de 2019
TRANSLADO

Funcionário do Inpa morto em assalto será enterrado em São Paulo de Olivença

Jabson era natural do município do Amazonas e o seu corpo será enterrado ao lado de familiares. O velório dele deve acontecer nesta quarta-feira (1º) em Manaus



colaborar_do_Inpa.JPG O rapaz morreu na noite dessa terça-feira (31) (Foto: Arquivo Pessoal/Facebook)
01/08/2018 às 10:29

O corpo do colaborador do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Jabson Franco da Costa, de 34 anos, que foi morto após recusar entregar o celular para bandidos na Avenida André Araújo, será enterrado nesta quinta-feira (2), no município de São Paulo de Olivença (a 982 quilômetros distante de Manaus). O velório deve acontecer ainda nesta terça-feira (1º), em um local na capital do Amazonas, que até o momento não foi definido. 

Na manhã de hoje, a reportagem foi até o endereço que o rapaz morava, mas os familiares não quiseram se pronunciar sobre o crime. A família apenas informou que como o colaborador do Inpa era natural do município do Amazonas, o corpo dele será transladado para o local.

Os amigos que residem em Manaus poderão se despedir hoje de Jabson. O local do velório não foi definido, mas deve acontecer pela parte da tarde. O colaborador do Inpa morava com a esposa na capital do Estado.

Vítima

Jabson Franco atuava no Centro de Estudos dos Quelônios da Amazônia (CEQUA) do Inpa. Ele estudou na Escola Agrotécnica Federal de Manaus e gostava de compartilhar no Facebook o crescimento profissional.

Na sua última publicação na rede social, feita por volta das 6h dessa terça-feira (31), o rapaz postou uma mensagem que falava sobre a vida. "Cada barreira na vida e (sic) apenas uma linha que pode estar direcionada a vários caminhos. Só falta você decidir qual.!!!?", disse ele.

Na manhã de hoje, a publicação recebeu vários comentários de amigos da vítima. Muitos lamentaram a morte e desejaram condolências para a família do rapaz.

Policiamento

Durante a entrega de 68 viaturas, o comandante David Brandão, da Polícia Militar do Estado do Amazonas (PMAM), afirmou que o policiamento será reforçado no bairro Aleixo, na Zona Centro-Sul de Manaus, onde o crime aconteceu nessa terça-feira (31). 

"Não é só tomar atitude agora. Apesar da área ser fronteiriça com a 3ª Cicom e com a 11ª Cicom, nós estaremos intensificando a presença efetiva do policiamento. Vamos intensificar a abordagem de bicicletas e a veículos com mais de duas ou três pessoas. Isso de fato tem nos dado um bom resultado, que será apresentado até sexta-feira", afirmou.

O comandante da PM também destacou que os turnos de serviço dos policiais mudarão na área do bairro Aleixo. "Temos tirado de circulação alguns ladrões e homicidas. Acompanhado disso, estamos efetivando uma mudança de turno de serviço. Para que fique mais policiais no bairro André Araújo. Coisas que fazemos no Centro e na área comercial, vamos fazer também no Aleixo", completou.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.