Publicidade
Manaus
Manaus

Corpo de homem é encontrado dentro de poço no bairro São José

A vítima é parda, tem cabelos pretos e aparenta ter entre 30 a 35 anos de idade. A suspeita é que o homem tenha morrido por espancamento 03/01/2016 às 18:34
Show 1
Algumas pessoas relataram à reportagem que, na noite anterior ao crime (2), muitos comentários de que teriam matado um rapaz surgiram no bairro, mas ninguém sabia exatamente se era verdade e em qual local havia ocorrido o possível assassinato
Fábio Oliveira Manaus (AM)

O corpo de um homem morto e sem identificação até o fim da tarde deste domingo (3) foi encontrado, pela manhã, dentro de um poço d’água localizado próximo a um rip-rap, na rua Itacoatiara, no bairro São José 3, na divisa com a comunidade São Lucas, na Zona Leste.  A vítima estava com dez perfurações de arma branca pelo corpo e na  cabeça.

De acordo com a sargento lotada na 9ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), Maria Simas, o corpo foi encontrado por moradores da região, que em seguida acionaram a Polícia Militar via denúncia anônima para o 190. Segundo a PM, ninguém na região do rip-rap confirmou se a vítima era moradora da área.

Um morador da região, um pedreiro de 38 anos, informou que entre 23h e 0h do dia anterior  ouviu de um comerciante e que um homem havia sido morto próximo do rip-rap. Ele relatou, também, que uma viatura da Polícia Militar chegou a ser oi acionada e realizou buscas pelo corpo, mas não obtiveram sucesso. “Procuraram, mas como ninguém encontrou, eles foram embora”, relatou.

Ainda segundo informações do pedreiro, pela manhã, por volta das 8h30, ele estava indo para casa, quando encontrou uma blusa ensaguentada em um campo de barro. Em seguida havia um rastro de sangue que terminava no poço. “Eu fui seguindo o rastro e vi que terminava no poço e pensei:  ‘esse cara deve está aqui dentro’. E quando abri a tampa o encontrei”, explicou.

O pedreiro contou que ouviu pessoas comentando que mais de 10 pessoas  mataram a vítima. Ele relatou, também, que depois de o matarem, o grupo arrastou o corpo e o jogou no fundo do poço, que possui mais de 15 metros de profundidade. A vítima é  um homem pardo, entre 30 e 35 anos, estava somente com a cabeça pra fora d’água e aparentemente com as mãos amarradas.

O caso foi registrado no 9º Distrito Integrado de Polícia (DIP), mas foi encaminhado para a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), que será a unidade responsável por investigar o caso.

Ninguém no local do crime soube informar se a vítima era moradora ou não da área, mas muitos informaram que jamais o viram na região.

Publicidade
Publicidade