Domingo, 19 de Maio de 2019
IML

Corpos de duas vítimas da queda do helicóptero no rio Aripuanã chegam ao IML

Segundo informações de populares, trata-se do piloto do helicóptero e de um rapaz identificado apenas como Daniel. As buscas pelos outros dois corpos continuam



show_iml_EC264056-ED59-4AE7-89D8-7B286E23C4ED.JPG
Foto: Arquivo/Ac
12/05/2019 às 19:13

Dois dos quatro corpos das vítimas do acidente que envolveu a queda do helicóptero Esquilo AS350 B2, de prefixo PT-YTJ - encontrados na tarde de sexta (10), às margens do rio Aripuanã (cerca de 120 km a leste do município de Manicoré) - chegaram ontem (12) no Instituto Médico Legal (IML) de Manaus para o laudo pericial e processo de identificação. A informação foi confirmada pela assessoria de comunicação da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

Os nomes das vítimas não foram repassados à reportagem, mas segundo informações de populares, trata-se do piloto do helicóptero e de um rapaz identificado apenas como Daniel.

Familiares das vítimas ainda chegaram a reclamar sobre a demora para liberação dos corpos. Em resposta por meio de nota, a assessoria de comunicação da Secretaria de Segurança Pública (SSP), afirmou que “a liberação só é realizada mediante a identificação das vítimas, em virtude ao estado que os corpos chegaram no IML, que solicitará exames de DNA para a confirmação da identidade”.

As buscas pelos outros dois corpos continuam, segundo afirmações da assessoria de comunicação do Serviços Regionais de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA) VII.  Segundo a SSP, a aérea é de difícil acesso devido ao grande número de árvores e a falta de terrenos para pousos.

Moradores da região também têm ajudado nas buscas por meio de testemunhos sobre o dia do acidente. 

Na sexta-feira (10), a Aeronáutica se posicionou por meio de nota e informou que o Salvaero Amazônico, unidade da FAB que é responsável por coordenar buscas aéreas na região, só foi notificado na quarta-feira (08) sobre o desaparecimento e que conforme estabelecido nas normas internacionais de busca e salvamento, está realizando um levantamento de dados sobre a aeronave e a apuração sobre a possível trajetória da aeronave no intuito de estabelecer as novas fases da operação e de comunicar as autoridades responsáveis.

Entenda o caso 

Os destroços do helicóptero Esquilo AS350 B2, de prefixo PT-YTJ, transportava quatro pessoas, três passageiros e mais o piloto, foi encontrado às margens do rio Novo Aripuanã na última sexta-feira (10).

A aeronave seguia voo em direção a uma pousada localizada na mesma localidade, onde perdeu contato com a torre de aviação após sobrevoar durante apenas 20 minutos. A causa do acidente ainda não foi identificada.

News portal1 ebdb60b0 2379 4a72 b3a4 78bbee97fcf7
Repórter do Caderno A do Jornal A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.