Publicidade
Manaus
EXECUÇÕES

Corpos encontrados no Tarumã eram de presos que fugiram da Vidal Pessoa

De acordo com o delegado Juan Valério, detentos foram mortos em outro local e o ramal onde corpos estavam usado apenas como ponto de "desova" 26/02/2017 às 14:49 - Atualizado em 26/02/2017 às 14:51
Show mortos
Breno, Douglas e Edgar fugiram da cadeia e foram mortos em seguida (Fotos: Divulgação)
Rita Ferreira Manaus (AM)

Os corpos de três homens encontrados no ramal da Pedreira, que fica dentro do ramal da Pirraça, no bairro Tarumã, zona Oeste de Manaus, na manhã deste domingo (26), foram identificados como sendo de foragidos da Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, que escaparam da unidade prisional na madrugada deste domingo.

Os detentos Breno Custódio de Jesus, Douglas da Silva Costa e Edgar de Souza Ribeiro foram executados com tiros na cabeça e pescoço. De acordo com o delegado titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Juan Valério, o local foi usado apenas como "desova". Os detentos, conforme a investigação, foram mortos em outro lugar.

CONFIRA A LISTA DOS FORAGIDOS

De acordo com informações do site do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), Breno responde por roubo majorado, Douglas por roubo e Edgar tem passagens por roubo, tráfico de drogas e homicídio. 

Os três fugiram na noite de ontem, por volta das 23h30, com mais 11 detentos através de um furo no teto do pavilhão A da Cadeia Pública, no Centro da Cidade. 

No início do ramal, havia várias marcas de sangue no chão. Segundo policiais da 20ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), os moradores da área relataram que ouviram barulhos de tiros durante a madrugada. A ocorrência foi comunicada ao Ciops por moradores que teriam encontrado os corpos na área de mata fechada do ramal.

Publicidade
Publicidade