Quarta-feira, 02 de Dezembro de 2020
SOLIDARIEDADE

Demanda aumenta e cozinhas comunitárias da cidade de Manaus precisam de doações

Uma das cozinhas que estão recebendo doações é do bairro Colônia Antonio Aleixo. De segunda a sexta-feira são servidos 200 pratos de comida, mais uma fruta e suco para pessoas de baixa renda neste local



cozinha.JPG Marclides de Paula é uma das cozinheiras do espaço localizado na 2ª etapa da Colônia Antônio Aleixo / Fotos: Winnetou Almeida
09/04/2017 às 16:46

Uma das seis cozinhas comunitárias existentes nos bairros da cidade, a instalada na rua Padre Mário, 21, bairro 11 de Maio, 2ª etapa do Colônia Antonio Aleixo, Zona Leste, está recebendo doações de pessoas ou entidades interessados a colaborar para manter o importante trabalho desenvolvido. Só para se ter ideia: de segunda a sexta-feira, de 11h às 12h30, são servidos 200 pratos de comida, mais uma fruta e suco para pessoas de baixa renda cadastradas previamente pela Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh).

Segundo a diretora do departamento de segurança alimentar da Semmasdh, Marília Ribeiro,  a cozinha, que integra o programa Passaporte de Inclusão Social, “recebe mais de 1 tonelada de alimento por semana”. Mas é necessário mais doações. “Temos contado com muitos parceiros que nos ajudam além do Mesa Brasil. O aumento da demanda aqui em nossa cozinha comunitária é uma das preocupações que temos: só no mês de março nós aumentamos mais três  mil pratos nas nossas cozinhas. Mas esperamos contar sempre com a solidariedade de todos para que possamos atender a essa demanda gigante”, comentou o secretário Elias Emanoel. 



A maioria das pessoas que trabalham na cozinha comunitária possuem perfis diferentes, mas a característica de residir na própria Colônia Antônio Aleixo, caso da cozinheira venezuelana Nazaré Dantas, que está há uma semana no serviço e há três meses em Manaus. “Vim para a cidade com minhas filhas, não conseguia trabalho, mas aqui foi onde me deram uma oportunidade”, comentou.

A cozinha também tem viés de ressocialização: cumprindo pena por tráfico de drogas, Alex Menezes, 31, disse que o trabalho é “uma experiência nova e a chance da vida; aqui eu estou ajudando a comunidade”.

Locais

Além da existente no Colônia Antônio Aleixo, as outras cinco cozinhas comunitárias coordenadas pela Semmasdh estão localizadas no Colônia Oliveira Machado (Zona Sul, na Travessa Francisco de Queiroz, s/nº), Vila da Felicidade (Zona Leste, na rua São Sebastião, s/nº, esquina com rua Jerusalém), Valparaíso (Zona Leste, no ramal Nova Esperança), Santo Agostinho (Zona Oeste, na rua Jericó s/nº, esquina com a rua Jerusalém) e na Feira da Panair (Zona Sul, na rua Beira Mar, nº 10).


Mais de Acritica.com

1 Dez
129463226_10224649977941399_3335464876289685344_o_55F2D25F-6751-49E7-A8CB-039D81ECD217.jpg

Fast anuncia reforços para a sequência da Série D

01/12/2020 às 21:23

Thiago Spice, Márcio Passos e Janeudo que chegam do Manaus, já treinaram com o restante do elenco, enquanto Dija Baiano que vem do Volta Redonda-RJ ainda fará exames para então poder se juntar ao grupo. Todos estavam atuando no Campeonato Brasileiro Série C


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.