Domingo, 20 de Setembro de 2020
EDUCAÇÃO

Creche em casa é possível? Bebê Bombom comprova que sim

Os alunos da Bebê Bombom têm uma rotina tão rica de atividades que para muitas famílias ficou até difícil acompanhar a programação



equipe_7B93F9E7-51CC-4723-8E3E-E0D166CCD5F3.JPG Fotos: Divulgação
12/06/2020 às 10:14

A pandemia virou o mundo de cabeça pra baixo e fez surgir produtos jamais pensados. O serviço de creche em domicílio é um deles. Com a necessidade do isolamento social, as famílias estão sendo obrigadas a ficar com as crianças em casa e a descobrir maneiras de ocupá-las, o que não é nada fácil.Para socorrer os pais, a Bebê Bombom - escola com mais de 30 anos de atuação em Manaus e uma das mais inovadoras - formatou maneiras de levar a expertise da creche para os lares e assim ajudar no desenvolvimento dos pequenos mesmo à distância.

“Logo que começou o isolamento, muitos pais se queixaram que não sabiam o que fazer com os filhos em casa, que estavam passando muito tempo na frente das telas. E foi pensando estritamente em ajudar, que nos reinventamos”, explica Annik Valentine, diretora.



Hoje os alunos da Bebê Bombom têm uma rotina tão rica de atividades que para muitas famílias ficou até difícil acompanhar a programação. Um facilitador tecnológico é a agenda digital, um aplicativo utilizado já há bastante tempo pela Bebê Bombom, que permite uma comunicação rápida e muito eficiente com os pais. “Antes da pandemia, a agenda digital servia para os pais acompanharem, quase que em tempo real, os filhos na escola enquanto trabalhavam ou de qualquer lugar onde estivessem. Agora é o contrário, nós que monitoramos o dia a dia em casa”, explica Annik, que tem feito inclusive reuniões virtuais com os pais para ouvi-los e melhorar cada vez mais o atendimento.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.