Publicidade
Manaus
Vacina

Cresce a procura por nova vacina usada contra dengue em Manaus

De janeiro a setembro deste ano, os casos aumentaram em 94%, em comparação com o mesmo período no ano passado, conforme dados da Fundação de Vigilância em Saúde 25/10/2016 às 09:22 - Atualizado em 25/10/2016 às 17:39
Show dengue
Dengue é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti
acritica.com Manaus (AM)

O combate aos criadouros do mosquito Aedes aegypti e a vacina contra a dengue, Dengvaxia, disponível no Brasil deste agosto deste ano, são as únicas armas de prevenção à doença, que tem apresentado crescimento no Estado. De janeiro a setembro deste ano, os casos aumentaram em 94%, em comparação com o mesmo período no ano passado, conforme dados da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS).

A preocupação adicional é que ainda está por vir o período de pico da doença – de janeiro a maio –, quando há intensificação das chuvas, aumentando a possibilidade de infestação do mosquito transmissor da dengue, que se reproduz em água parada.

A diretora da Clínica Vacinar, Amanda Alecrim, orienta à população o reforço no combate aos criadouros do Aedes aegypti, eliminando o acúmulo de água em recipientes. A vacina, ela explica, é indicada para as pessoas de 9 a 45 anos, principalmente, para as que vivem em áreas endêmicas, como é o caso do Amazonas. “É importante que as pessoas se protejam o quanto antes, para estarem imunizadas na época de maior incidência da dengue”, alerta.

Disponibilidade no mercado

Aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a vacina, por enquanto disponível apenas em clínicas particulares, apresenta 93% de proteção nos casos graves da doença e redução de 88% das internações. É aplicada em três doses, com intervalo de seis meses entre elas. “A partir da primeira dose, a vacina já provoca uma resposta imunológica do organismo. Mas, para proteção total, é preciso concluir as três doses”, afirmou Amanda.

Estudos

O medicamento foi desenvolvido pelo laboratório francês Sanofi Pasteur. Os estudos da Dengvaxia mostraram que, ao tomar a vacina, as pessoas que já tiveram dengue apresentaram uma imunidade ainda maior do que quem nunca teve contato com o vírus.

A vacina é contra-indicada para grávidas, lactantes e pessoas com imunidade comprometida. Amanda Alecrium informou ainda, que o atendimento para imunização contra dengue está sendo feito por agendamento, na Vacinar. Os interessados devem ligar para (92) 3584-0302.

Registros de zika aumentam

No último mês, o número de casos confirmados de zika em Manaus aumentou 136% em comparação com a média registradas nois oito primeiros meses do ano, conforme dados do último informe epidemiológico da Semsa.

Publicidade
Publicidade