Publicidade
Manaus
HUMANIZAÇÃO

Crianças da Casa Vhida plantam, em hospital, mudas que cuidavam desde o início do ano

O projeto Floreando a Vhida iniciou no ano passado e tem como objetivo estimular o autocuidado que as crianças e adolescentes portadoras de HIV precisam ter com a saúde. 10/06/2017 às 12:11
Show whatsapp image 2017 06 10 at 09.57.52
Plantação foi feita na manhã deste sábado (Foto: Clóvis Miranda)
Camila Pereira Manaus (AM)

Crianças e adolescentes com HIV assistidos pela  Associação de Apoio à Criança com HIV (Casa Vhida) participaram, neste sábado, da 5ª edição do projeto Floreando a Vhida, quando plantaram 200 mudas ornamentais no jardim do Hospital e Pronto-Socorro Delphina Rinaldi Abdel Aziz, localizado na zona norte de Manaus. 

O projeto Floreando a Vhida iniciou no ano passado e tem como objetivo estimular o autocuidado que as crianças e adolescentes portadoras de HIV precisam ter com a saúde. Durante a primeira consulta do ano, eles recebem uma muda em um vaso e levam para casa, para que, de forma lúdica, aprendam que precisam cuidar da planta e de si mesmos, tomando as medicações necessárias para o tratamento. 

O projeto também é levado para instituições em que as crianças e adolescentes possam ser assistidas, como o HPS Delphina Aziz. Segundo a médica infectologista da unidade, Mayla Borba, o projeto é uma oportunidade de humanizar o ambiente hospitalar. 

“O nosso hospital tem o objetivo de sempre se ter a segurança do paciente e a humanização e quando você consegue trazer essas duas vertentes de uma forma lúdica  é muito interessante”, explicou a médica. 

O plantio já foi realizado no Instituto da Mulher Dona Lindú, na Fundação de Medicina Tropical e também em uma praça no Dom Pedro, além da própria Casa Vhida. 

“Eles conseguem observar que as plantas estão se desenvolvendo. Com as ações, tentamos fazer com que eles tenham uma vida mais participativa no meio em que vivem”, afirmou a diretora presidente da Casa Vhida, Solange Dourado. 

O projeto que já realizou o plantio de mais de mil mudas ornamentais e 20 árvores, também conta com oficinas de saúde educação ambiental, além de visitas domiciliares às famílias que participam da insituição. Até o fim de 2017, outras ações serão realizadas.

Publicidade
Publicidade