Quarta-feira, 16 de Outubro de 2019
CRIMES SEXUAIS

Crianças e adolescentes são os principais alvos de estupradores em Manaus

Dos 463 registros deste tipo de crime ocorridos na capital entre janeiro a julho deste ano, 337 vítimas possuem idades entre zero a 17 anos



depca_6F3223C2-6CDB-48FF-9817-4A1A1C45F193.JPG Foto: Reprodução/Internet
30/08/2019 às 09:16

De todos os casos de estupros notificados em Manaus, o público preferencial dos criminosos continua sendo crianças e adolescentes. Para se ter  ideia do cenário, dos 463 registros deste tipo de  crimes ocorridos na capital entre janeiro a julho, 337 vítimas possuem entre zero a 17 anos.

Em 2018, quando o número de estupros (de janeiro a julho) foi contabilizado em 560 pessoas vítimas, 447 eram crianças e adolescentes. O dado mostra uma queda de 24,6% dos registros entre menores de idade.



Segundo a titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), delegada Joyce Coelho, de fato a agressão sexual acontece com mais frequência com o público vulnerável entre 7 a 11 anos de idade.

Conforme ela, os crimes de estupro contra crianças e adolescentes são de difícil prevenção e detecção, uma vez que acontecem, na maioria das vezes, em âmbito familiar.

“O grande número de casos noticiados refletem nessa problemática, mas não traduz a veracidade dos dados porque ainda há muitos [casos] que são subnotificados, que sequer chegaram a ser denunciados, então esses números variam dependendo da época”, afirmou.

“Aliado aos fatores da repressão, houve realmente essa redução, mas, ainda assim, a maioria dos casos realmente vitimam crianças e adolescentes e ainda existem casos que precisam ser denunciados, por isso a importância de chamar a atenção da sociedade para que as denúncias continuem chegando à delegacia”, destacou.

News karol 5249a044 89f6 4d99 98db 77f68d4ef8e4
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.