Publicidade
Manaus
METODOLOGIA

Crianças do Dom Bosco lançam livros escritos em sala de aula em sessão de autógrafos

Obras foram escritas e ilustradas por alunos do ensino infantil e fundamental do Colégio Dom Bosco 19/11/2018 às 19:12
Show whatsapp image 2018 11 19 at 20.01.21 b1514e61 ec9f 40a5 a680 d5a6b1c895d4
Alunos de 4 a 10 anos participaram do projeto da instituição. Foto: Antônio Lima
acritica.com Manaus (AM)

Aluno do primeiro ano do ensino infantil, Ian Mourão Rivas, 6 anos, ainda não sabe os caminhos que pretende seguir na vida profissional mas, no que depender da metodologia aplicada pelo Colégio Dom Bosco em incentivo à leitura, se quiser, ele pode ser um escritor. O primeiro livro ele já tem. Ian e outros 242 alunos do ensino infantil ao fundamental 1 lançaram nesta segunda-feira (19) suas obras na Livraria Leitura, com direito a tarde de autógrafos, fotografia e a presença de familiares.

Para a mãe, a empresária Renata Rivas, a empreitada para o gosto da leitura, não poderia ter começado de forma diferente. “Já deu para sentir que ele gostou da experiência. Em casa nosso maior ganho foi a possibilidade de estudar um pouco com ele, auxiliar e ver que ele mesmo estava criando a sua história. Nós acabamos fazendo um resgate cultura da nossa região com ele”, lembra. “Guaribas: os guardiões da floresta”  foi escrito e ilustrado por Ian, que recebeu o tema da escola.

Segundo a diretora pedagógica da instituição, Sandra Correa, a iniciativa é uma forma de incentivo à leitura.  “Nós queríamos dar um passo diferente. Para nós, estimular a leitura já era uma regra no ensino, mas a iniciativa de colocar os próprios alunos para criar e contar a sua própria estória foi uma forma que encontramos de tornar mais participativo e interessante pra eles”, ressaltou Sandra. Durante todo o ano letivo os alunos tiveram aulas específicas com profissionais de Língua Portuguesa para desenvolver as ideias conforme os temas selecionados.

Os livros pedagógicos trabalharam competências cognitivas, interpessoais e intrapessoais, de acordo com as quatro áreas de conhecimento: Linguagens, Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas. O projeto de produção de livros do colégio de Manaus aconteceu com a parceria da Estante Mágica, que é uma das maiores plataformas de projetos pedagógicos para escolas no Brasil. Cada aluno escreveu e ilustrou o próprio livro, mas os pais e responsáveis também ajudaram nas escolhas para o desenvolvimento das obras.

As obras assinadas pelos alunos são motivos de orgulho para a família e, principalmente, para a equipe de professores que acompanharam todo o processo de criação. Professora do ensino infantil, Celiane Palheta, representa um desses profissionais orgulhosos que pretendem seguir com a metodologia na escola. “Nós vimos que foi algo assertivo a partir do momento que eles passaram a se sentir importantes e se preocupar com as estórias que estavam contando. Eles se sentirem importante com certeza é um fator que vai estimular o resultado positivo em relação à leitura e escrita”, ressaltou.


 

Publicidade
Publicidade