Publicidade
Manaus
perigo

Fios de alta tensão no Centro de Manaus estão em risco de romper

'Cruzetas' que seguram os cabos de energia elétrica de alta tensão dos postes que ficam em frente à unidade de odontologia da Ufam estão em risco de romper por estarem deterioradas 29/06/2016 às 23:08
Show cruzetas
Perigo constatado em frente à unidade de Odontologia da Ufam (Winnetou Almeida)
Isabelle Valois Manaus (AM)

Por estarem velhas e sem manutenção, as cruzetas que seguram os fios de alta tensão dos postos que ficam em frente a unidade de Odontologia da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), avenida Airão, no Centro, estão em risco de romper a qualquer momento. Preocupados com o risco, alunos, funcionários e moradores denunciam a falta de reparo do empresa responsável pela concessionária de energia. 

Conforme os denunciantes, há tempos tentam contato com a Eletrobras Amazonas Energia para que essas cruzetas sejam trocadas, mas os técnicos que vão verificar a situação, sobe ao poste, faz um remendo e um reparo e depois vão embora. “Deus nos livre que algo pior aconteça, como aquela situação que ocorreu na comunidade da Sharp, quando um fio desse de alta tensão caiu e chegou deixar várias pessoas feridas e teve até casos de vítimas fatais. Por isso que sempre ligamos para concessionárias, praticamente nada é feito”, contou a vendedora Ivanilde Andrade de Oliveira, 40 anos.

A vendedora que trabalha mais de três anos em frente a unidade de odontologia, contou que em dias de chuva a situação é bem preocupante. “O vento bate um pouco mais forte e um fio cai. Fica completamente jogado no chão, de passar várias horas para alguém vir colocá-lo no lugar, só neste ano, os fios já foram derrubados mais de duas vezes”, comentou.

A preocupação de Ivanilde está em o fio cair em cima de alguém. Em uma das quedas que ela presenciou, o fio de alta tensão chegou soltar descargas elétricas. “Quando vi o fio arriando eu e minha filha saímos correndo com medo e outras pessoas que passavam pela calçada também, uma senhora quase foi atropelada por causa dessa situação”, disse.

A universitária Andreza Santos, 23, contou que uma banca de revista que está no meio da calçada, desativada há mais de um ano, também auxilia na preocupação do sistema elétrico localizado em frente a universidade, pois há uma ligação clandestina. “Outra vez estava passando na calçada para ir a biblioteca quando vi faíscas saindo de onde está a ligação clandestina. Me apavorei, pois toda vez que acontece alguma coisa nessa área, sempre os fios de alta tensão acabam caindo na calçada”, explicou.

Além de haver a calçada, nesta área onde os fios de alta tensão passam por cima, muitos carros ficam estacionados. Quem passa e observa os postes percebe que alguns dos fios foram remendados até com fios não apropriados.

Manutenção

A Eletrobras Distribuição Amazonas informou que o serviço de manutenção na localidade será realizado até o próximo domingo (03). Reforçamos que situações como essa podem ser informadas por meio da central de atendimento 0800 701 3001.

Publicidade
Publicidade