Quarta-feira, 08 de Dezembro de 2021
De Volta

David Almeida anuncia volta dos radares eletrônicos nas vias de Manaus

A declaração foi dada durante um evento em que a Prefeitura anunciou melhorias para o transporte coletivo



show_1_15473A7D-FC04-44DF-A189-DCFF3102A18A.jpg Foto: Arquivo / A Crítica
31/08/2021 às 15:51

O prefeito de Manaus, David Almeida (Avante) declarou, nesta terça-feira (31), que deve ressuscitar os radares eletrônicos da nas vias da cidade. O objetivo é inibir acidentes de trânsito, como o que ocorreu na última sexta-feira (31), na avenida Rodrigo Otávio, no bairro Japiim, Zona Sul de Manaus.

A declaração do prefeito foi dada durante um evento na sede da empresa Mardisa Ltda., no bairro da Paz, zona Oeste, onde foram anunciadas medidas para melhoria no transporte coletivo da capital amazonense, como a aquisição de 30 novos ônibus intermediários e dez elétricos.

"Eu já autorizei o início do certame para contratação do projeto básico, e depois o Executivo, para que, ainda este ano, a gente possa dar segurança à população de todas as zonas de Manaus, coibindo a alta velocidade e preservar a vida", informou o prefeito.

A volta dos radares, de acordo com o David, é uma resposta a diversos acidentes de trânsito que têm acontecido na cidade de Manaus, sendo a principal medida da prefeitura para preservar a saúde da população e inibir tais situações.

RELEMBRE

A novela dos radares eletrônicos em Manaus ocorre desde 2011, quando a empresa Conslatel foi acusada de fraudes em concorrências públicas e corrupção com prefeituras. Na época, a empresa, que teve o seu contrato renovado na gestão de Amazonino Mendes, foi alvo de investigação por realizar repasses para campanha do ex-prefeito. O contrato foi alvo de diversas investigações do Ministério Público do Estado (MPE) e do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM).

Os famosos 'corujinhas' foram retirados oficialmente das ruas no dia 18 de março de 2015, depois que o contrato com a empresa Consladel expirou. Depois disso, houve um impasse com o TCE-AM que ocasionou um atraso do processo licitatório que não ocorreu ao longo dos dois mandatos de Arthur Virgílio Neto (PSDB) e, desde então, as vias de Manaus estão sem fiscalização eletrônica.



News giovanna 9abef9e4 902c 428b a7c8 c97314664fb7
Repórter
Repórter de A CRÍTICA. Sempre em busca de novos aprendizados que somente uma boa história pode trazer.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.