Quarta-feira, 26 de Junho de 2019
FISCALIZAÇÃO

De US$ 100 mil a ovos de pomba galega: as apreensões da PF no aeroporto de Manaus

Em 2018, a Polícia Federal prendeu 56 pessoas com ilícitos no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes



ovos-pomba-galega.jpg Foto: Divulgação
25/07/2018 às 07:13

Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, uma das principais portas de saída de drogas do Amazonas, porém o local também é ponto de embarque para outros crimes, como a biopirataria e o tráfico de armas. A alta demanda levou a Polícia Federal a montar uma operação permanente e aumentar o efetivo para reprimir as ações criminosas no aeroporto.

De acordo com o titular da Delegacia de Repressão a Entorpecentes da Polícia Federal no Amazonas(DRE), Caio Avanço, só neste ano já foram apreendidos 350 quilos de drogas e 56 pessoas foram presas em flagrante tentando sair de Manaus pelo aeroporto com algum tipo de ilícito.

Na semana passada foram apreendidos US$ 100 mil (dólares em espécie - o transporte de valores acima de R$ 10 mil deve ser declarado à Receita Federal. O dinheiro veio de Guarulhos e deveria ser empregado no tráfico. “Estamos investigando para saber qual era o destinatário, mas acaba sendo a questão do tráfico” disse o delegado.


Dinheiro apreendido pela Polícia Federal em Manaus. Foto: Divulgação

Conforme Caio Avanço, o tráfico de droga é uma das atividades que ocorrem com maior frequência, porém, de vez em quando, os agentes se deparam com algum material ilícito curioso. Nesse ano, por exemplo, o que mais chamou a atenção dos policiais foi o caso de um homem que foi descoberto tentando embarcar em um voo internacional levando na cintura 32 ovos de ave pomba galega (Patagioenas cayennensis).

O delegado disse que os ovos tinham como destino a cidade de Lisboa, em Portugal. Avanço não informou o que o homem disse em seu depoimento. O pássaro não é uma ave rara, mas tem grande valor comercial no exterior.

O que está ficando comum é o contrabando de peixes ornamentais. No mês passado foram apreendidos aproximadamente 550, oriundos do Pará, que tinham como destino  final a Colômbia.

Conforme o delegado, neste ano, a PF fez seis apreensões de peixes ornamentais  que estavam sendo contrabandeados e teriam  como destino o exterior, onde os animais são comercializados por um valor bem elevado.

Caio Avanço diz que o Eduardo Gomes  é considerado estratégico pelo tráfico por ser o  primeiro ponto de distribuição da droga que entra pela fronteira (para o País e para o exterior).

Dependendo  do modus operandis, as drogas saem de Manaus acoplada aos corpos de pessoas que são contratadas para fazer o transporte e a entrega, conhecidas como “mulas”, mas as maiores quantidades saem em malas, fundos falsos e geralmente vão para o exterior.

Maior efetivo

O delegado Caio Avanço disse em entrevista para o Portal A Crítica que a Polícia Federal, além de ter aumentado o efetivo nas ações de repressão no aeroporto Eduardo Gomes, está trabalhando com inteligência, equipamentos e tem uma parceria com o canil da Receita Federal para fiscalizar as bagagens que saem do terminal.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.