Quarta-feira, 26 de Junho de 2019
Manaus

Debate do Plano Diretor Urbano e Ambiental de Manaus nesta terça-feira (17)

Sete audiências públicas irão tratar do tema; foco vai ser no avanço urbano para as áreas verdes existentes em Manaus



1.jpg Invasão, problema de crescimento desordenado registrado no mês de maio em Manaus, no bairro Braga Mendes, Zona Leste
17/09/2013 às 10:40

A partir desta terça-feira (17), inicia o ciclo de sete audiências públicas entre o Legislativo municipal e sociedade civil para debater o Plano Diretor Urbano e Ambiental de Manaus. As discussões terão início sempre às 14h, e acontecerão no plenário da Câmara Municipal de Manaus (CMM).

Nesta terça-feira (17), a pauta será a Lei Geral do Plano Diretor.

No domingo, A CRÍTICA mostrou que o crescimento da cidade está avançando para a zona rural, de forma horizontalizada e que quanto mais esse espaço se distancia do centro, mais facilidades se cria para a “indústria de invasões”.

“A falta de planejamento e de consciência ambiental por parte da população favorece a ocupação irregular das áreas de preservação. A Semmas não tem um fiscal ou técnico para cada habitante, mas o importante é que as pessoas entendam que essas áreas têm uso e são fundamentais para a qualidade de vida na cidade”, afirmou a secretária municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), Kátia Schweickardt.

Para conter o crescimento desenfreado dentro de áreas verdes, a Semmas tem iniciado atividades que possibilitam a participação da sociedade no processo de controle do uso das áreas verdes. A orientação da população sobre o fato a importância da área verde, que é resultante de um processo de licenciamento por conta de possíveis impactos, conforme prevê o Plano Diretor. Esses locais devem ser vistos, segundo a Semmas, como um local de interesse público, destinado a caminhadas, aulas práticas, pesquisas, sem falar na questão climática, como possibilidade de melhorar o conforto térmico do ambiente. As áreas verdes têm ainda a função de abrigar a fauna e melhorar a qualidade do ar.

“É necessário um ordenamento e controle sobre as formas de uso dos recursos naturais. Por isso, a Semmas em parceria com o INPA, assim que aprovado um projeto junto ao Fundo Nacional de Meio Ambiente, atuará na formação de agentes populares de educação ambiental na agricultura familiar”, afirmou a secretária.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.