Publicidade
Manaus
LIBERADO

Decreto da Câmara autoriza Marcos Rotta a assumir secretaria de Amazonino

Após racha com o prefeito Artur Neto, Rotta foi convidado pelo governador para chefiar recuperação do sistema viário de Manaus; ele ainda não disse se aceita ou não o convite 13/08/2018 às 12:10 - Atualizado em 13/08/2018 às 12:11
Show 40787166652 9fbe43a727 b 1534176612
(Foto: Semcom)
Larissa Cavalcante Manaus

A Câmara Municipal de Manaus (CMM) aprovou em urgência o decreto legislativo, de autoria da mesa diretora, que autoriza o vice-prefeito de Manaus, Marcos Rotta (sem partido) a licenciar-se do cargo até o 31 de dezembro de 2018 para exercer a função de Secretário de Estado da Região Metropolitana de Manaus.

Na última quarta-feira (8), o governador Amazonino Mendes (PDT)  convidou Rotta para assumir o comando da Secretaria da Região Metropolitana de Manaus (SRMM) e coordenar a recuperação do sistema viário de Manaus programada pelo governo. A ação está orçada em R$ 148,4 milhões.

O decreto foi incorporado a extra-pauta da sessão de votação desta segunda-feira (13) e ao ser deliberado em regime de urgência foi levado para discussão na Comissão de Constituição e Justiça e Redação (CCJR) da CMM, com parecer favorável, e aprovado em plenário.

De acordo com o presidente da CMM, vereador Wilker Barreto (PHS), a Constituição Federal determina a prefeito e vice-prefeito a autorização para o licenciamento do cargo através de decreto legislativo.  “Parlamentar não precisa (desse instrumento), ele apenas comunica a Câmara que deseja assumir um cargo do executivo, por exemplo, secretário. Prefeito e vice-prefeito precisam da autorização do executivo. É só a autorização. Ele continua vice-prefeito licenciado. Se ele vai aceitar ou não, são outros quinhentos”, declarou Barreto.

Em reportagem de A CRÍTICA do dia 12 de agosto, Rotta afirmou que dedicaria o final de semana para analisar o convite feito pelo governador. A assessoria de imprensa de Rotta informou, por telefone, que nesta segunda-feira ele ainda não irá se pronunciar sobre o convite.

Desfiliação e convite

Amazonino fez o convite um dia depois de Rotta entregar a carta de desfiliação ao PSDB, insatisfeito com o tratamento que ele diz ter recebido pela sigla durante as articulações que definiram as candidaturas tucanas para as eleições de outubro.

O PSDB fechou parceria com o senador Omar Aziz (PSD). A aliança foi costurada pelo prefeito Arthur Neto que escolheu o filho, deputado federal Arthur Bisneto, como candidato a vice na chapa de Omar. Artur deu a Rotta a possibilidade de ser candidato ao Senado, tudo o que ele não queria. Rotta não será candidato a nenhum cargo.

Publicidade
Publicidade