Publicidade
Manaus
OFICINA DE PARENTALIDADE

Defensoria promove oficina para orientar famílias que passam por separação do casal

Terceira edição da oficina acontece na sexta-feira (15) no Shopping Via Norte, Zona Norte de Manaus. Evento é gratuito e tem o objetivo de incentivar a boa convivência familiar 11/12/2017 às 11:47
Show pac
Foto: Arquivo/AC
acritica.com Manaus (AM)

A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) promove nesta sexta-feira (15) a terceira edição da Oficina de Parentalidade. Desta vez, a DPE-AM levará as orientações a famílias que passam pelo processo de separação ao Shopping Via Norte, onde a Defensoria Pública possui uma unidade para atendimento da área de família. 

A oficina será realizada das 9h às 12h, em uma sala cedida no Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC), onde fica a unidade da DPE-AM no shopping. Esta é uma forma de levar o projeto para mais próximo da população que necessita, uma vez que o shopping fica na Zona Norte de Manaus, uma das mais populosas da cidade, na Avenida Arquiteto José Henrique Bento Rodrigues, Nº. 3.760, bairro Monte das Oliveiras.

Os interessados que quiserem garantir participação podem ligar para o telefone da 1ª Defensoria Pública de Família, o 3233-1007. Não é necessário que os dois membros do casal participem. Caso um dos dois não esteja interessado, o outro pode participar sem problemas.

A Oficina de Parentalidade é destinada às famílias que estão passando por um divórcio, pela separação do casal, e servem para estimular a conscientização de que o término da relação conjugal não implica no fim da convivência familiar. A orientação às famílias é também uma forma de incentivar a conciliação.

As oficinas são gratuitas, tendo a realização de uma por mês. A iniciativa tem o objetivo de sensibilizar mães e pais de que a boa relação familiar deve ser permanente porque é essencial para o crescimento afetivo dos filhos. 

As oficinas são ministradas pelos defensores públicos Helom Nunes e Karoline Santos, que passaram por uma capacitação no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM).

*Com informações da assessoria de comunicação

Publicidade
Publicidade