Quarta-feira, 28 de Outubro de 2020
Manaus

Defensoria Pública antecipa audiência com agricultores ameaçados por suposto grileiro

A reunião, que também terá a presença da coordenadora da Comissão Pastoral da Terra, no Amazonas (CPT-AM) Neide Lourenço, deve definir as medidas a serem tomadas para ajudar os agricultores



1.jpg Os agricultores Valdomiro Machado, Francisco José Borges dos Santos e Francisco Arivaldo França Andrade moravam em loteamentos rurais na BR-174
19/04/2013 às 12:58

O Ministério Público do Estado (MPE) antecipou para a tarde desta sexta-feira (19), a audiência dos três agricultores da comunidade Terra Santa, localizada na BR-174, KM 152, no município de Presidente Figueiredo (distante 107 km de Manaus), que denunciam supostas ameaças de morte motivadas por grilagem de terras no local.

De acordo com o Defensor Público Carlos Alberto Almeida, a reunião, que também terá a presença da coordenadora da Comissão Pastoral da Terra, no Amazonas (CPT-AM) Neide Lourenço, deve definir as medidas a serem tomadas para ajudar os agricultores.



“Vamos analisar o processo e definir os próximos passos. Os agricultores já possuem advogados e veremos qual a necessidade de um defensor público no caso”, declarou o Carlos Alberto.

Os agricultores Valdomiro Machado, Francisco Arivaldo França Andrade e Francisco José Borges dos Santos moravam em loteamentos rurais na BR-174 desde 1999. Em 2009, um suposto proprietário reivindicou a posse da área e os conflitos começaram. Hoje, eles vivem escondidos em Manaus.   “Em 2004, ele (suposto proprietário) chegou lá e em 2009 começou essa encrenca, quando apareceu com um documento feito no cartório dizendo que a terra é dele. Já fizemos mais de 20 boletins de ocorrência na polícia por ameaça” , conta Valdomiro que também é presidente da Associação de Moradores da Terra Santa.



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.