Publicidade
Manaus
Manaus

Defesa Civil registra 20 ocorrências durante chuva na manhã desta terça-feira (24)

Na situação considerada mais grave pelo órgão, oito casas foram alagadas por um igarapé que transbordou, na Zona Norte de Manaus. Obras no leito do fluxo d'água influenciou tragédia 24/03/2015 às 09:28
Show 1
Tempo deve permanecer fechado e com pancadas de chuva até meados desta semana, informa o Inmet
acritica.com Manaus (AM)

Pelo menos 20 ocorrências foram registradas nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (24), quando uma forte chuva atingiu a capital amazonense. Uma das situações, a mais grave, está sendo atendida pela Defesa Civil de Manaus e por secretarias municipais.

Oito casas foram atingidas pelo transbordamento do Igarapé situado na rua Sobral do bairro Cidade Nova, na Zona Norte da cidade.
O motivo do transbordamento foi a construção de uma oficina no leito do igarapé.

Além da Defesa Civil, a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), a de Infraestrutura (Seminf) e o Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) trabalham para solucionar as ocorrências.

Nesta segunda-feira (23), parte do teto da biblioteca da Escola Superior de Tecnologia da Universidade do Estado do Amazonas (EST/UEA) cedeu durante a forte chuva que caiu sobre boa parte da capital

Previsão

Ao longo desta terça e quarta-feira (25), pode-se esperar muito mais água, conforme dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Segundo o órgão, a previsão do tempo para a capital do Amazonas será de pancadas de chuva com ventos fracos e moderados nesse período.

O tempo fechado com pancadas de chuva também será o mesmo para todo o Amazonas, de hoje até quarta (25), segundo Inmet: a temperatura terá máxima de 35ºC e mínima de 22ºC, ventos fracos e moderados direcionados entre Leste e Norte, e umidade relativa entre 50% e 95%.

Conforme notícia do Portal A Crítica publicada no último 3 de março, o “inverno amazônico”, período conhecido pelas tempereturas amenas e alto índice pluviométrico, deveria se manter até o mês de maio devido ao aumento de nebulosidade na Amazônia nesta época do ano.

Publicidade
Publicidade