Segunda-feira, 21 de Setembro de 2020
GRUPO DE RISCO

Defesa de Sotero alega risco de coronavírus e pede prisão domiciliar

Pedido para que o delegado condenado pelo homicídio do advogado Wilson Justo Filho cumpra pena em casa, foi reforçado pela delegada-geral Emília Ferraz. Sotero cumpre condenação na sede da Delegacia Geral



show_gustavo_sotero_77E9E733-25CB-40DF-A226-4C4C26A6B8E0.jpg Foto: Arquivo AC
21/04/2020 às 11:12

A defesa do ex-delegado Gustavo Sotero, condenado a 30 anos de prisão pela morte do advogado Wilson Justo Filho, além de tentativa de homicídio e lesões corporais, enviou um pedido de prisão domiciliar à 1ª Vara do Tribunal do Juri, em Manaus.

No documento, o advogado Renan Pacheco Canto alega que Sotero - atualmente preso na carceragem da Delegacia Geral - apresenta sintomas do novo coronavírus e possui fatores de risco, como diabetes e hipertensão.

"Ele necessita de atendimento médico e familiar urgente", ressaltou a defesa.

O pedido, reforçado e assinado pela delegada-geral Emília Ferraz, apresenta, também, a retirada às pressas do investigador Roberto de Araújo Padilha - que também se encontra preso - por apresentar os mesmos sintomas da doença, confirmados pelo médico Dário Figueiredo Silva Júnior, que constatou em outros presos.



O advogado do ex-delegado pediu, ainda, que o preso seja monitorado por meio de tornozeleira eletrônica, "pelo menos durante o prazo de duração da pandemia [medida temporária, que poderá ser revista quando o caos tiver sido controlado e Gustavo não apresentar mais sintomas]”, alegou.

A delegada-geral enfatizou, no pedido, sobre a ausência de banhos de sol e o comporte de várias pessoas em um espaço pequeno, que acarretam a uma série de complexidades como o contato físico, o que inviabiliza "saber se adotaram [os presos] as medidas de segurança necessárias para evitar o contágio".

No pedido, além de Sotero, a Polícia Civil também apresentou o pedido de prisão domiciliar para os presos Roberto de Araújo Padilha, Emídio do Carmo Pereira, Erick Adriano de Souza e Martinho Aldo da Silva, todos presos na carceragem da Delegacia  Geral.

News fe58c969 f689 427d bdc3 fb9389c2f509 adee0aa5 fa35 42f7 850c 32125f8d473c
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.