Segunda-feira, 16 de Dezembro de 2019
CASO FLÁVIO

Defesa pede retirada de processo de Alejandro do segredo de Justiça

Segundo advogados do enteado do prefeito de Manaus, a medida é para evitar "leviandades, abusos e sensacionalismos". Atualmente, o inquérito que apontou envolvimento de Alejandro e outros quatro no homicídio de Flávio Rodrigues tramita em sigilo



DEFESA_FDCD6C3F-3EAD-4FCE-B888-1FE53045995E.JPG Foto: Euzivaldo Queiroz
28/11/2019 às 12:37

A defesa de Alejandro Valeiko solicitou ontem (27) a suspensão do sigilo do processo que investiga a participação do enteado do prefeito de Manaus Artur Neto na morte do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos. O objetivo desta medida é evitar "leviandades, abusos e sensacionalismos", afirmou o advogado Yuri Dantas em coletiva realizada no auditório do edifício Soberane, no bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul de Manaus, na manhã desta quinta-feira.

Com o fim das investigações, a defesa, formada por Dantas, pelo presidente da seccional amazonense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Marco Aurélio Choy, pelo ex-secretário de Justiça do Amazonas, Félix Valois, e pela advogada Clotilde Castro, também pediu a revogação da prisão temporária e o resultado da análise do pedido de habeas corpus do cliente, que deverá sair na segunda-feira (2).



Valois considerou acertadas as conclusões do inquérito enviado pela Polícia Civil ao Ministério Público do Amazonas na última terça-feira (26). Ele citou trechos do Código Penal para fundamentar a tese de omissão por parte do enteado no assassinato. "Após muitos equívocos, a polícia chegou à conclusão de que Alejandro não fez nada no que diz respeito à morte de Flávio", ressaltou. "O equívoco, em termos públicos, é que esse 'fazer nada' teve alguma relação com o caso", acrescentou.

Com base em contradições identificadas na apuração do crime, o grupo reafirmou o argumento de que Alejandro foi alvo de perseguição política. "Quero fazer o registro da absoluta falta de necessidade da prisão de Alejandro. Ele sempre colaborou com as investigações, se colocou à disposição para a reconstituição do crime e ofereceu material genético para  análise", disse Choy.Dantas, por sua vez, afirmou que houve vazamento seletivo de informações à imprensa com o objetivo de manipular a opinião pública sobre o caso. Os advogados, contudo, se negaram a comentar a intervenção de Paola Valeiko, irmã de Alejandro, na cena do crime, alegando que a indiciada já possui defesa constituída.

Mayc Vinicius, Alejandro Valeiko e o sargento Da Paz serão indiciados por homicídio, já Paola Valeiko será indiciada por fraude processual, e Vittório Del Gato por omissão de socorro. 

Relembre o caso

O corpo do engenheiro Flávio dos Santos foi encontrado no dia 30 de setembro, após ter desaparecido de uma festa onde se encontrava no dia anterior, na casa de Alejandro Valeiko, filho da primeira-dama de Manaus. Desde então a Polícia investiga o caso, com a prisão temporária de seis envolvidos, entre eles Alejandro Valeiko, Mayc Vinicius, o sargento Da Paz, Elielton Magno, o cozinheiro de Alejandro, Vittório Del Gato e José Edvandro. Recentemente, Vittório Del Gato saiu da prisão devido a problemas de saúde. 

O caso estava sendo investigado pela Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), que teve o apoio da 19ª Delegacia Integrada de Polícia (DIP), no começo do caso. O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) também abriu investigação paralela para apurar a morte do engenheiro. Durante as investigações, foram colhidos depoimentos dos envolvidos e de testemunhas, assim como laudos foram feitos com resquícios de sangue da vítima na cena do crime.

Agora com a conclusão do inquérito, o MP-AM irá analisar os documentos apresentados pela polícia e decidir se apresentará ou não denúncia contra os envolvidos no caso. A Justiça do Amazonas decidirá se aceita a denúncia, dando prosseguimento, ou não, à denúncia.

Leia mais >>> Polícia Civil indicia 5 suspeitos de participação no assassinato do engenheiro Flávio

News d amorim 845c88c9 db97 48fa b585 f1c0cb967022
Repórter de Cidades
Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Além de A Crítica, já atuou em uma variedade de assessorias de imprensa e jornais, com ênfase na cobertura de Cidades e Cultura.

Caso Flávio



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.