Publicidade
Manaus
Manaus

Delegacia especializada vai apurar 'falso sequestro' de mulher na Zona Sul de Manaus

A polícia foi acionada e policiais da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros, sob o comando do delegado Rafael Campos, investigam o caso 11/12/2014 às 17:57
Show 1
O delegado Rafael Campos comandou a operação
JOANA QUEIROZ ---

Uma família moradora do conjunto Parque Manaus, Prosamim da rua Leonardo Malcher, centro, foi mais uma vítima do falso seqüestro e  levou os  moradores e a policia se mobilizarem para  “resgatar” uma menina de 10 anos de idade que estava sob o domínio de criminosos. O caso começou por volta das 15h de quarta-feira, quando a menina recebeu uma ligação restrita em seu celular informando que a sua mãe havia sido seqüestrada e terminou por volta das 10h30.

“A sua mãe está conosco e se você não fizer tudo que nós mandarmos, vamos matá-la”, a frase do criminoso deixou a criança apavorada  e esta passou a seguir a ordem deles com objetivo de preservar a vida da mãe. Pelo telefone a menina passou informações pessoais da família. Os criminosos mandaram que ela conseguisse dinheiro para o resgate da mãe, segundo eles, o dinheiro estava no guarda roupa.

Ontem, a mãe da menina que teve o nome preservado, contou que a criança estava só em casa e ela trabalhando.  A menina não encontrou dinheiro porque não tinha. Então eles mandaram que ela pegasse objetos de valor da família para entregar para eles.  Assustada, ela colocou um notebook, e algumas bijuterias da mãe em uma mochila e saiu de casa para se encontrar com os criminosos. Ela andou pelas ruas próximas até chegar na rua Visconde de Porto Alegre, Praça 14.

Por telefone os criminosos informaram que ela estava sendo seguida por eles e que deveria permanecer no local escondida. Eles também ligaram para o pai da criança dizendo que eles estavam com a filha e exigiram R$ 10 mil. A família não conseguiu o dinheiro exigido,  a quadrilha mandou que  comprasse duas recargas de celular nos valores de R$ 50 e R$ 100, de duas operadoras diferentes.

A polícia foi acionada e policiais da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) passaram a acompanhar os pais da menina nas negociações. O delegado Rafael Campos que comandou a operação disse que por volta das 22h30 um casal encontrou a menina depois de ter percebido  que a criança estava nervosa e que já estava  por muito tempo no local. Ela estava chorando muito e molhada da chuva.

Inicialmente ela se negou contar para ele o que estava acontecendo, só depois que eles ganharam a confiança da menina, está revelou a verdade e entraram em contato com os pais. Durante as investigações os policiais descobriram as ligações anônimas eram feitas de São Gonçalo no Rio de Janeiro. O delegado disse que trata-se de crime de extorsão e que diariamente pessoas em Manaus são vítimas.

Publicidade
Publicidade