Publicidade
Manaus
Manaus

Dentro de sua própria casa, na Zona Norte, homem é executado com três tiros na frente do filho

A polícia suspeita que o crime tenha relação com o tráfico, apesar de familiares da vítima negarem a informação. Todos lembram, no entanto, de uma briga em uma banda de Carnaval com um suposto traficante que a vítima se envolveu neste ano 25/02/2015 às 12:43
Show 1
O autor dos disparos, ainda desconhecido, assassinou Roberto dentro de sua casa: a residência azul (à direita), de número 20
Fabio Oliveira Manaus (AM)

Em um acerto de contas supostamente motivado por vingança, Roberto Wagner Pereira da Silva, de 32 anos, foi executado na frente do filho, dentro da sua residência localizada na rua Domingos Leite, bairro Novo Israel, na Zona Norte de Manaus.

De acordo com registro na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Roberto Wagner foi atingido por três tiros - um no peito, outro no pé e o terceiro na perna - e que o crime tinha relação com o tráfico de drogas.

Porém, conforme a ex-mulher de Roberto, Leidiane Azevedo, 24, o ex-companheiro não era usuário de droga, mas tinha rixa com um suposto traficante da área, conhecido como "Mama". Segundo informações repassadas por ela, Roberto Wagner brigou com Mama na última segunda-feira (23). Eles acreditam que a morte pode estar ligada a essa briga.

A irmã da vítima, Anne Carla,  32, ralatou que o irmão também havia brigado em uma banda de Carnaval realizado no proprio bairro. "Um homem esbarrou nele e começaram a discutir. Esse rapaz, que não conheço ofendeu nossa, mãe e o Wagner não gostou e deu um soco no rosto dele", contou.

Crime

Conforme o filho da vítima, de apenas seis anos e que presenciou o crime, um homem bateu na porta da casa e, quando o pai abriu, o suspeito começou a disparar.

Atingido, ele correu para o banheiro para se esconder, mas caiu desacordado. Um amigo que estava com ele na hora dos disparos socorreu Roberto e o levou para o SPA do Galileia, mas a vítima não resistiu e morreu. Caso está sendo investigado pela DEHS.

Publicidade
Publicidade