Segunda-feira, 10 de Agosto de 2020
CRIME DIGITAL

Denúncias de estelionato na internet crescem 216% nos cinco primeiros meses do ano

Delegacia Interativa da Polícia Civil detectou crescimento de casos durante período de isolamento social. Para o delegado André Miura, qualquer pessoa que tenha acesso ao mundo virtual está sujeito a ser vítima deste tipo de crime



WhatsApp_Image_2020-06-15_at_15.32.47_E1D93E70-7A97-4583-8E45-69985A3FDE95.jpeg Foto: Divulgação
15/06/2020 às 16:04

Nos cinco primeiros meses de 2020, a Delegacia Interativa, da Polícia Civil do Amazonas, registrou 133 denúncias de estelionato. Um aumento de 216% em relação ao mesmo período do ano passado, quando a delegacia registrou 42 crimes de estelionato praticados pela internet.

Nos meses de abril e maio, quando as regras de isolamento social ficaram mais rígidas por conta da pandemia do novo coronavírus, foram registradas 93 ocorrências relacionadas a este tipo de crime - 75 a mais que no mesmo período do ano passado.



Para o titular da Delegacia Interativa, delegado André Miura, a maioria dos crimes de estelionato têm acontecido no ambiente virtual e os criminosos “se alimentam” da ingenuidade das vítimas, que muitas vezes acreditam em tudo que veem e leem na internet.

“No mundo virtual, uma pessoa pode se passar por médico ou engenheiro sem nenhuma comprovação. As pessoas são muito inocentes ao acreditar em tudo o que veem [nas mídias sociais]. Eu acho que a questão maior nesses golpes tem relação com a passividade [da vítima]”, analisa o delegado.

Uma atenção maior em mensagens recebidas de números desconhecidos ou e-mails com links de origem duvidosa podem ajudar as pessoas a não caírem em golpes digitais.

“O importante é você ser ativo na situação. Por exemplo, nessas promoções na internet, você recebe um e-mail com um link.  Você não pode logo clicar e fazer a compra. Quando você receber o e-mail de uma promoção, você busca a empresa e verifica se realmente existe essa promoção e, por meio do site oficial, você faz essa compra”, orienta André Miura.

Miura também explicou que qualquer pessoa que tenha acesso ao mundo virtual está sujeito a ser vítima deste tipo de crime. Nesses casos, é importante deixar os contatos avisados e levar a denúncia ao conhecimento das autoridades.

“Você tem que se aproveitar também das mídias sociais. Comunique imediatamente os seus grupos que você foi vítima de um golpe para que os seus contatos, caso recebam alguma informação sua, já desconfiarem. Em segundo lugar, toda mídia social tem uma ferramenta de denúncias. Denuncie para que a própria empresa já tenha noção do que está acontecendo. E, posteriormente, faça um registro para consolidar essa informação, tendo também os dados de telefone, endereço, tudo o que consta”, disse.

Delegacia Interativa

Atualmente, a Delegacia Interativa conta com dois canais de denúncias. Pelo telefone (92) 3214-2235 e através do site www.delegaciainterativa.am.gov.br, onde o Boletim de Ocorrência pode ser registrado.

Código Penal

Obter vantagem ilícita, mantendo ou induzindo alguém ao erro, mediante artifício fraudulento é crime previsto no Art. 171 do Código Penal Brasileiro, mais conhecido como estelionato. Com a grande adesão das pessoas ao mundo digital, esse crime passou a ser cometido com mais frequência no mundo virtual.

News guilherme 1674 2977771b 6b49 41af 859a ef3c3b62eae8
Repórter do caderno Cidades do jornal A Crítica. Jornalista por formação acadêmica. Já foi revisor de texto de A Crítica por quatro anos e atuou como repórter em diversas assessorias de imprensa e publicações independentes. Também é licenciado em Letras (Língua e Literatura Portuguesa) pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.