Publicidade
Manaus
ROUBOS E FURTOS

Derfv registrou mais de 600 casos de furtos de veículos este ano no Amazonas

Comparado com os dados deste mesmo período do ano passado, só em cinco meses de 2017, tivemos o dobro de casos registrados em 2016 03/07/2017 às 05:00
Show zcid0303 01 p01
Em 2016, a Derfv revelou que carros eram revendidos na cidade de Coari. (Derfv/divulgação)
Isabelle Valois Manaus (AM)

Em menos de cinco meses, a Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos do Amazonas (Derfv) registrou mais de 600 casos de furtos de veículos só este ano no Estado. Comparado com os dados deste mesmo período do ano passado, só em cinco meses de 2017, tivemos o dobro de casos registrados em 2016. A média é de quase quatro registros todos os dias (3,9).

O número de roubos também teve um aumento significativo  neste mesmo período, no qual revelam 1.247 casos, enquanto 2016 foram 814 casos registrados. A média diária é de 8,2 roubos. Entre roubos e furtos, até agora, foram levados pelos bandidos 1.854 veículos nos primeiros cinco meses deste anos. 

De acordo com o  delegado titular da Derfv, Péricles Nascimento, esse aumento tem  relação com a  realização de outros crimes, como assaltos a comércios e residências. “Na verdade, há veículos roubados para desmanche, que é o crime mais antigo. Há veículos que são roubados para depois serem adulterados, como placas e documentos e por último, que tem recebido um número maior de casos, são os veículos roubados para cometimento de outros crimes, como assaltos em comércios e residências”, explicou.

Péricles Nascimento informou que, no caso dos veículos que são roubados e depois adulterados, a maioria é  vendida para traficantes e, em outros casos, são encaminhados para o interior do Amazonas. “Quando esses veículos não são encaminhados para o interior do estado, muitas das vezes são encaminhados para até outros estados”, completou ele.

Conforme os dados da Derfv, de janeiro a maio de 2017, foram registrados 607 casos de furto de veículos, quase o dobro do ano passado, quando foram registrados 360 casos. 

A polícia afirma que muitos crimes são cometidos por quadrilha especializadas que roubam ou furtam os veículos. “Todos os casos estão sendo investigados. Estamos com diversas investigações em andamento, no qual conseguimos identificar que muitas dessas ordens de roubo partem de dentro do próprio sistema prisional e outros membros que estão aqui fora realizam”, disse o delegado. Depois do roubo do veículo, eles adulteram o veículo, falsificam a documentação e em seguida parte para revenda e repasse desses veículos. 

 No mês passado, por exemplo, as equipes  da Derfv, deflagraram uma ação policial que resultou na prisão em flagrante de Alessandro Duarte de Lima, 30, por receptação qualificada. A ação foi desencadeada após as equipes receberem delação informando que, na residência de Alessandro, no conjunto João Paulo,  Nova Cidade, funcionava um ponto de desmanche. 

Publicidade
Publicidade