Publicidade
Manaus
SEM RESPOSTAS

Desaparecimento de trio no Nova Vitória completa um ano; familiares fazem protesto

A manifestação está marcada para acontecer neste domingo (29), a partir das 9h, na Bola do Produtor, no bairro Jorge Teixeira 28/10/2017 às 18:43
Show trio 123
Foto: Reprodução/Internet
Álik Menezes Manaus (AM)

Familiares e amigos dos três jovens que desaparecem em outubro do ano passado após abordagem policial no bairro Grande Vitória, na Zona Leste da cidade, farão uma manifestação neste domingo (29), a partir das 9h, na Bola do Produtor, bairro Jorge Teixeira, para cobrar Justiça. No domingo completa um ano que os jovens Alex Júlio Roque, 25, Rita de Cássia Castro da Silva, 19, e Weverton Marinho Gonçalves, 21, desapareceram.

Segundo investigação da Polícia Civil, Alex era apontado como o traficante que executou uma líder comunitária por “atrapalhar” o comércio de drogas no bairro e planejava fazer o mesmo com três policiais militares pelo mesmo motivo.

“Vamos cobrar Justiça, a Justiça precisa ser feita. Os policiais continuam presos, mas por que ainda não foram julgados? Eles precisam pagar pelo que fizeram com meu primogênito e com os outros dois”, disse a mãe de Alex Roque, a dona de casa Arlete Roque, 48.

Arlete disse que lutará até não ter mais forças para que a Justiça seja feita e uma das manifestações será realizada no domingo 29 (29) a partir das 9h na Bola do Produtor, amigos e familiares dos três jovens prometem fechar o trânsito para atrair atenção.

 “Não tem um dia que eu não lembre do meu filho, do meu primogênito. Se ele devia para a Justiça, ele deveria ser punido, mas ninguém tinha o direito de matar ele. Ninguém tem o direito de tirar a vida de outra pessoa. Vamos nos reunir e clamar por Justiça. Esses policiais precisam pagar, o ‘Boca de Lata’ (aspirante Luiz Ramos) principalmente, ele que arquitetou tudo. Ele destruiu mais de 10 famílias”, desabafou.  A dona de casa estima que pelo menos 2 mil pessoas participem do ato.

O caso

Os três jovens (Alex Júlio Roque, Rita de Cássia Castro da Silva e Weverton Marinho) desapareceram no dia 29 de outubro do ano passado após uma abordagem policial no bairro Grande Vitória, na Zona Leste da capital.

O aspirante da Polícia Militar Luiz Ramos é apontado como o mandante do crime. Baseado no inquérito policial da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o Ministério Público (MP-AM) denunciou oito policiais militares da 4ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) como os responsáveis pelo desaparecimento dos jovens.

Os outros denunciados são José Fabiano Alves da Silva, Edson Ribeiro Costa, Ronaldo Cortez, Eldeson Alves de Moura, Cleidson Eneas Dantas, Denilson de Lima Corrêa e Isaac Loureira da Silva.

No dia 5 de junho deste ano o juiz Mauro Antony, da 3ª Vara do Tribunal do Júri, começou a ouvir as testemunhas de acusação do caso. Na época, os oito militares haviam sido denunciados pelo sequestro e desaparecimento do trio.

LEIA MAIS 

Ameaças contra policiais motivaram sumiço de trio no bairro Grande Vitória

Familiares acusam tenente de assédio contra um dos desaparecidos do Grande Vitória

Publicidade
Publicidade