Publicidade
Manaus
Manaus

Descoberta fraude na emissão de carteiras de habilitação pelo Detran-AM

O esquema envolve servidores do Detran-AM, despachantes e há suspeita de envolvimento de funcionários da Prodam 22/10/2013 às 09:25
Show 1
: Em detalhe, Leonel Feitoza mostra nome de candidato reprovado em teste, mas que figura apto para receber habilitação
Ana Celia Ossame ---

A emissão de 199 carteiras de habilitação nos dias 12 e 13 deste mês pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM), a pessoas que haviam sido reprovadas em algum dos exames ou mesmo teriam faltado à prova no dia agendado, está sendo investigada pela Polícia Civil, Detran-AM e Secretaria Executiva de Inteligência da SSP. Servidores Detran-AM, despachantes, pessoas de auto-escolas estão sendo envolvidas na fraude e em breve alguns serão presos, informou o diretor-presidente do órgão, Leonel Feitoza. Segundo ele, é provável, inclusive, que haja envolvimento de funcionários da Empresa de Processamento de Dados (Prodam). Leonel Feitoza, disse ter comunicado ao governador Omar Aziz que determinou a investigação de todo o processo de emissão das habilitações.

Com as carteiras recolhidas e mostradas à imprensa nessa segunda-feira (21), Leonel disse que, ao assumir o órgão, em março passado, em pouco tempo detectou indícios de fraude ao verificar que pessoas que haviam sido reprovadas tiveram o perfil modificado e receberam a habilitação. Para tentar identificar o que acontecia, instalou uma comissão de sindicância, determinou o controle diário das emissões do documento de habilitação e chamou a Secretaria de Inteligência da Polícia Civil para investigar. “Decidimos fazer tudo em silêncio para ter certeza de que não era apenas uma suspeita, mas aqui estão as provas de que os resultados das provas foram modificados”, disse ele, destacando que o sistema fraudulento é antigo na emissão das habilitações.

Emissão

No início das investigações foram trocadas as senhas dos servidores que atuam no processo de emissão das habilitações. Essa medida permitiu identificar que nos dias 12 e 13 deste mês, um final de semana que foi, inclusive, feriado, houve a emissão de nada menos que 199 carteiras de primeira habilitação. “Alguém entrou no sistema do órgão e usando as senhas dos servidores e emitiu os documentos e favoreceu pessoas que tinham sido reprovadas e até algumas que haviam faltado ao exame marcado”, explicou Feitoza, lembrando que há suspeitas do envolvimento de servidores da Prodam.

Pelos levantamentos de documentos de provas e de emissão das habilitações, foi possível descobrir que a quadrilha agia desde 2011, mas é provável que haja documentos mais antigos. Sem falar nomes de ninguém para não prejudicar as investigações, o diretor do Detran disse que as carteiras foram recolhidas e os beneficiados estão sendo chamados a depor.

Diretor estabelece prazo de 15 dias

Em até 15 dias, o diretor do Detran, Leonel Feitoza, acredita que terá em mãos mais detalhes do modo de organização dos integrantes da quadrilha que podem ser presos e responder processo por corrupção ativa, formação de quadrilha, adulteração de documentos públicos e falsidade ideológica. Mais de seis mil carteiras de habilitação em média são emitidas pelo Detran-Am. “Estamos revendo todas as carteiras emitidas e as provas realizadas pelo Departamento de Trânsito”, revelou Feitoza, que decidiu que o lançamento todos os documentos de habilitação fossem feitos no gabinete dele, o que impediu a fraude no Detran. Mas mesmo assim, os fraudadores usaram o sistema de informática para cometer o ilícito, usando senhas privativas dos servidores para alterar os resultados e contemplar quem eles quisessem.

Publicidade
Publicidade