Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019
ESPERANÇA

Desempregados formam fila quilométrica em frente à Setrab-AM nesta quinta (19)

Mais de mil pessoas foram em busca de uma das mais de 300 oportunidades de emprego; 130 das vagas são voltadas aos jovens em busca do primeiro trabalho



WhatsApp_Image_2019-09-19_at_10.43.45_CF90D4FD-95E1-44EE-981D-DBE802680564.jpeg Foto: Junio Matos
19/09/2019 às 12:47

Mais de 1.400 desempregados formaram uma fila gigante, na manhã desta quinta-feira (19), em frente à Secretaria de Estado do Trabalho do Amazonas (Setrab-AM), localizada na Av. Constantino Nery, Zona Centro-Oeste. Todos foram em busca de uma das mais de 300 oportunidades de emprego disponibilizadas pelo órgão, a maioria destinadas ao cargo de operador de produção, com 130 vagas, e voltadas ao primeiro emprego.

Buscando uma oportunidade de ingressar no mercado de trabalho, Luís Augusto, 18, foi uma das pessoas que aguardavam atendimento. “É a minha primeira tentativa. Soube pela Internet, e meus pais me encorajaram. Vou ver se consigo”, afirmou.



A estudante do Ensino Médio Luzia Andrade, 19, conta que depois de acessar endereços na web, decidiu encarar o desafio do concorrido mercado de trabalho, e faltou aula pra chegar na fila às 6h. “Não podia perder essa chance, faltei aula, mas tenho certeza que o dia vai recompensar”, argumentou. 

De acordo com o secretário executivo da Setrab, Almir Albuquerque, a grande busca por jovens no mercado de trabalho, também se deve à forte crise de desemprego que atinge o país, e apesar de ser feita a ponte até as empresas, por meio da secretaria, a decisão final é das empresas. “Hoje, em particular, surgiu uma quantidade grande de jovens, por conta das vagas que não necessitam de experiência. Mas é importante ressaltar que nós fazemos apenas a ponte”, afirma o secretário que complementa: “Não somos detentores de nenhuma vaga, não somos nós que decidimos quem fica e quem não fica, nós apenas intermediamos”, disse. 

Segundo o servidor da Setrab, Davi Miranda, apesar da grande procura para as oportunidades de operador de produção, a pasta oferece hoje (19) outras vagas. “Temos para motoristas, cozinheiros, auxiliares de limpeza, entre outras, mas até agora houve mais procura para as vagas de operador de produção”, conta.

Por volta das 10h, mais de 1.400 senhas haviam sido distribuídas pela Setrab,  que abriga o Serviço Nacional de Emprego (Sine), em Manaus. Na ocasião, os trabalhadores em busca de oportunidades realizam uma prova que faz parte do processo seletivo exigido pelas empresas, em seguida, entregam a documentação completa. “Pedimos um documento original com foto, além da Carteira de Trabalho, comprovante de residência e, se possível, é desejado que o postulante tenha registro do Programa de Integração Social (PIS)”, conta Maria Augusta, uma das atendentes de um dos 20 guichês disponíveis para atendimento.  

Boa parte das vagas é dedicada a empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM), que corresponde a 68% do mercado de trabalho na capital, de acordo com a Federação das Indústrias do Amazonas (FIEAM).

Em busca do sonho

Na fila desde as 5h, Marcos Souza, 37, realiza bicos de pintor e pedreiro desde o ano de 2009, quando foi demitido após a empresa em que prestava serviço declarar falência. Apesar da grande concorrência, ele sente confiança de que vai voltar para casa com a tão sonhada assinatura na Carteira de Trabalho. “Sou pai de cinco crianças, minha esposa também está desempregada. Tem sido difícil, mas hoje estou confiante, vou pra casa com meu emprego”, disse.

Atualmente são mais de 13 milhões de desempregados no Brasil. Segundo dados do Ministério do Trabalho do governo federal, o salto significa 32% do número de pessoas em busca de emprego com carteira assinada, desde 2009.

Repórter

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.