Publicidade
Manaus
SEMANA DA PÁTRIA

Desfile naval irá reunir embarcações do Brasil, Colômbia e Peru na Ponta Negra

Desfile está previsto para às 10h desta terça-feira (6) e em seguida, navios irão atracar no Porto do Roadway, no Centro. Evento comemora a elevação do Amazonas à Categoria de Província, celebrada hoje 05/09/2016 às 16:54
Show desfile n
Desfile está previsto para às 10h desta terça feira (Foto: Gilson Mello/Freelancer/AC)
Alik Menezes Manaus (AM)

Navios das Marinhas do Brasil, Colômbia e Peru participarão do tradicional desfile naval, que esse ano será realizado no dia 6, terça-feira. O evento é em comemoração da elevação do Amazonas à Categoria de Província, que é celebrado no dia 5 de setembro.

O evento também marca os 42 anos da Operação Bracolper Naval, promovida pelos três países com o objetivo de garantir a segurança da Região Amazônica.

Confirmados para participar do desfile estão os navios brasileiros: Navios-Patrulha Fluviais (NPaFlu) Raposo Tavares, Roraima, Rondônia e Ama pá, e os Navios de Assistência Hospitalar (NAsH) Carlos Chagas e Soares de Meirelles, além do navio peruano: BAP Castilla e o navio colombiano: ARC Letícia.

Os navios vão passar pela Ponta Negra, às 10h da manhã e, às 11, irão atracar no Porto do Roadway, no Centro da Cidade. Durante a atracação das embarcações, a Banda de Música do Com9ºDN fará uma apresentação musical diversificada.

Na programação desse ano, Marinha disponibilizará os navios Patrulha Fluvial Rondônia, subordinado ao Com9ºDN, e o navio colombiano ARC Letícia, que estarão abertos à visitação pública, no Porto Roadway, das 9h às 12h, da quarta-feira (7).

As Marinhas do Brasil, Colômbia e Peru se unem há 42 anos para promover a Operação Bracolper, que tem como objetivo elevar o nível de treinamento, interoperabilidade (a capacidade de um sistema, informatizado ou não, de se comunicar de forma transparente, ou o mais próximo disso, com outro sistema, semelhante ou não) e integração das unidades fluviais, aeronavais e de fuzileiros dos três países para garantir a segurança da Região Amazônica.

Durante a operação, são realizados exercícios navais conjuntos nos rios Solimões e Amazonas. A Operação das Marinhas é sempre dividida em três fases. Elas acontecem no período das comemorações da data nacional dos três países. A primeira aconteceu com a navegação desde os portos de Letícia, na Colômbia, e Tabatinga, no Brasil, que foi até o Porto de Iquitos no Peru. Já a segunda ocorreu do Porto de Iquitos até os portos de Letícia e Tabatinga. A terceira envolveu a navegação a partir da Tríplice Fronteira até o Porto de Manaus, no Centro.

Adestramento

Os exercícios realizados durante essa operação visa manter o adestramento das tripulações. Dentre eles destacam-se: exercício de Leap Frog para adestramentos dos Oficiais de manobra; transferência de carga; posto de abandono; homem ao mar; controle de avarias com a simulação de incêndios; acidentes de pessoal; exercícios de avarias operacionais; sinais por bandeiras e holofotes; operações aéreas, com pick up nos três navios; acidente com aeronave a bordo; perda de governo.

Desfile e visitação

Nesta terça-feira (6), os navios vão passar pela praia da Ponta Negra, às 10h da manhã e, às 11 irão atracar no Porto do Roadway, no Centro da Cidade. Durante a atracação das embarcações, a Banda de Música do Com9ºDN fará uma apresentação musical diversificada. De 9h às 12h de quarta-feira, dois navios (um brasileiro e outro colombiano) estarão abertos à visitação pública.

Publicidade
Publicidade