Segunda-feira, 23 de Setembro de 2019
TRÂNSITO

Canteiros de vias públicas são destruídos para servirem de retornos improvisados

Além de destruir o patrimônio, imprudência põe em risco a vida dos indivíduos que utilizam esses retornos



Canteiros.JPG Na Grande Circular, mototaxista aproveita canteiro destruído (Foto: Euzivaldo Queiroz)
22/07/2017 às 00:00

O canteiro central de  diversas avenidas de  Manaus terão que  passar por um processo de revitalização nos próximos meses por conta de  trechos destruídos pelo tráfego irregular de motocicletas, carros e até caminhões, que estão obrigando o poder público a fazer a  reconstrução.

Se observarmos qualquer canteiro da cidade é possível encontrar descontinuidade neles, fruto dessas ações irregulares, principalmente, de motociclistas. Além dessa observação em poucos minutos será possível flagrar motorista ou motociclista cometendo  irregularidades de trânsito.

Temos muitos exemplos desses canteiros que estão completamente destruídos para a passagem irregular de veículos. E esses trechos se transformaram em retornos clandestinos para muitos motociclistas. Além de destruírem o patrimônio público, a imprudência por si põe em risco a vida dos indivíduos que decidem arriscar ao utilizar esses retornos ou quando não passam por cima do próprio concreto. 

Algumas dessas irregularidades foram flagradas pelo A CRÍTICA. Como foi o caso da avenida Grande Circular, Zona Leste da cidade. Neste trecho foi flagrado um mototaxista transportanto um passageiro e cometendo a imprudência ao ultrapassar o canteiro central. Nota-se que nesta área o canteiro foi totalmente deteriorado com as constantes  ultrapasagens irregulares pelo local e para inibir a irregularidade, alguns blocos de concreto foram posto neste trecho, mas nem assim os motociclistas respeitam. 

“Como é um retorno clandestino, não há placas de sinalização e se eles (motociclistas) não forem tão atentos poderão ser atropelados, pois muitos dos casos cega os demais motoristas que estão seguindo o fluxo”, comentou o comerciante Valdemar Siqueira, 51.

Assim como o comerciante, o assistente administrativo Gabriel de Souza e Souza, 32, afirma que o maior risco dessas imprudências é o acidente. “Em muitos desses retornos criados nos canteiros são pontos cegos, por causa disso o risco de acidentes são maiores, pois nem nós motoristas os vemos e nem eles conseguem nos enxergar. Acho que a penalidade deveria ser mais bruta para esse tipo de irregularidade, pois isso pode gerar um acidente fatal e o problema que não só as motos realizam essas irregularidades, como também carros e até caminhões. Já cheguei a presenciar muitas dessas irregularidades”, disse Gabriel.

Detran
Para o diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), Leonel Feitoza, o que falta é conscientização e mudança mais bruscas na legislação de trânsito, pois mesmo ao ser proibido a ultrapassagem nos canteiros, muitos motoristas ainda desrespeitam a lei como também o próprio Código de Trânsito Brasileiro, pelo fato de a penalidade ser simples.

O próprio diretor-presidente apontou um caso rotineiro nas ruas de Manaus. Segundo Feitoza, na avenida Ephigênio Salles, onde há uma rampa de cadeirante, o local virou retorno irregular para motociclistas e nesta região diariamente ocorrem muitos acidentes por conta da imprudência dos condutores.

“Isso tudo é uma questão de conscientização da população condutora de veículos. Mas, a situação na cidade é muito preocupante, pois a imprudência não ocorre só nos canteiros das vias, mas em segundos em um sinal fechado vemos os motociclistas realizarem o zigue-zague entre os carros e isso é totalmente errado. Conforme CTB, a motocicleta deve ocupar a via e seguir o tráfego conforme um veículo comum. Se o sinal fecha eles precisam parar atrás do carro e seguir trajeto só depois que o sinal abrir, mas não é isso que vemos por aqui”, completou Feitoza.

Outras avenidas

Além da avenida Grande Circular em outras vias, como  São Jorge e a André Araújo, também foram flagrados motociclistas  ultrapassando pelo canteiro central das vias. Por falta de fiscalização a ação parecer ser bem comum. Muitas das vezes não são visto pelos motoristas de demais veículos por estarem em pontos “cegos” ou por estarem entre as árvores dos canteiros.

Seminf iniciou obras de revitalização

Conforme a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), desde o início do mês de junho canteiros centrais em importantes avenidas de Manaus começaram a receber revitalização. 

A ação faz parte do projeto “Canteiro Vivo” da própria secretaria e irá recuperar meio-fio, sarjetas e calçadas, instalar rampas de acessibilidade, além de fazer pintura, iluminação, plantio de mudas de árvores, limpeza e capinação. 

O projeto tem a parceria com as Secretarias Municipais de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) e de Limpeza Urbana (Semulsp). Tem sido desenvolvido com as próprias verbas da Seminf. Além de melhorar a trafegabilidade das vias, a revitalização também proporcionará embelezamento aos locais.

Os trabalhos foram iniciados no canteiro central da avenida Efigênio Sales, Zona Centro-Sul, começando na rotatória do Coroado até a avenida Darcy Vargas. O canteiro já recebe novo calçamento, e na sequência, a parte central será preparada para replantio de grama e árvores que futuramente darão sombras.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.