Publicidade
Manaus
Manaus

Destroços de ponte vira playground de crianças na Zona Centro-Oeste de Manaus

Há dois meses, cratera que surgiu após o desabamento de uma ponte se transformou em área de lazer das crianças 19/01/2015 às 21:30
Show 1
O buraco virou espaço de brincadeiras de risco para crianças que moram na rua
mariana lima ---

Os destroços da ponte da rua Henock Reis, bairro da Paz, Zona Centro-Oeste, viraram o novo playground das crianças do bairro. O buraco que impede o trânsito de veículos se tornou deposito de lixo e ponto de encontro da criançada, que usa o espaço sem proteção.

Segundo a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) a obra de reestruturação da ponte já começou e possui o prazo de 90 dias para ser finalizada.

Moradores disseram que a ponte passava por cima de um igarapé e começou a ceder no meio do ano passado. Por não receber reparos, a ponte rompeu totalmente no início do mês de novembro, criando uma cratera no meio da via.

Pontes de madeira foram colocadas para auxiliar a travessia de pedestres. No início da rua uma placa de identificação com os dizeres “Pista Interditada” está posta anunciando o problema e indicando a proibição da circulação de veículos na rua. A grade de plástico, colocada para evitar o tráfego de veículos na região, apresentava sinais de rompimentos. Durante a manhã de ontem, carros foram vistos na rua antes e depois da altura do buraco.

Entre as garrafas, restos de móveis e pedaços de concreto, crianças com idades entre quatro e 12 anos brincavam descalças e sem fiscalização ou presença de adultos. O ato de descer no buraco e pular de volta para a ponte de madeira e acrobacias realizadas com ajuda de outras crianças  viraram a nova brincadeira favorita entre os meninos. A “pescaria a mão” de restos de brinquedos e outros materiais misturados com o lixo depositado às margens do igarapé também apresenta risco às crianças.

Cavaletes e vigas de madeira, além de faixas de sinalização indicando a interdição do espaço foram colocados no local, na tentativa de evitar acidentes e passagem de pessoas próximas ao buraco. O equipamento de segurança, no entanto, foi ignorado e destruído por populares.

Obras

Segundo consta nos registros da Secretaria de Infraestrutura, conforme informou a assessoria de imprensa do órgão, a solicitação para a reforma da ponte foi feita há dois meses, quando a ponte rompeu e criou-se o buraco.

Para a efetuar a revitalização da ponte, uma empresa tercerizada foi contratada, sem licitação. A manobra seria para garantir a realização da reforma da ponte em caráter de urgência, devido à importância da obra para os moradores.

As obras, segundo informou a assessoria da secretaria, começaram na última quarta-feira e têm prazo de três meses para ficar pronta.

Disque Seminf

Qualquer pessoa pode solicitar serviços de infraestrutura como tapa-buracos e recuperação de vias da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf). Os pedidos podem ser feitos de segunda à sexta-feira, no horário comercial, por meio do Disque Seminf (0800 092 8556).


Publicidade
Publicidade