Sábado, 24 de Agosto de 2019
Rebelião Puraquequara

Detentos fazem rebelião em protesto por água potável e segurança

Rebelião termina sem mortos ou feridos com a liberação dos três reféns



1.jpg Três agentes penitenciários foram feitos reféns pelos detentos
19/02/2013 às 19:01

A rebelião na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), na Zona Leste de Manaus, terminou às 17h30 após quatro horas de negociações, entre detentos do pavilhão 8 e a polícia militar.

Os três agentes que eram mantidos como reféns foram liberados sem nenhum ferimento. Ele foram identificados apenas como John Stanley, Moisés e Eduardo.

Os detentos conseguiram a transferência de 22 presos que reclamavam das condições sanitárias do presídio e por se sentirem ameaçados, já que fazem parte de uma facção criminosa em minoria na unidade.

Onze deles foram levados em um camburão da polícia para o Instituto Penal Antônio Trindade (IPAT) e outros onze para o Centro de Detenção Provisória (CDP).

*Com informações da repórter Maria Derzi


Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.