Publicidade
Manaus
Manaus

Detran e Prodam fazem levantamento sobre emissão de Carteiras de Habilitação em Manaus

O objetivo é identificar os possíveis fraudadores que disponibilizam ilegalmente as Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) 23/10/2013 às 08:36
Show 1
. A fraude foi denunciada na última segunda-feira (21) pelo diretor-presidente do Detran, Leonel Feitoza
jornal a crítica ---

Enquanto a empresa Processamento de Dados do Amazonas (Prodam) informou ter reunido seu corpo técnico para fazer uma varredura no sistema desenvolvido para o Departamento de Trânsito do Amazonas (Detran/AM), o Detran anunciou que vai checar a emissão de carteiras nos últimos cinco anos. O objetivo é identificar os possíveis fraudadores que disponibilizam ilegalmente as Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH).

As medidas são consequência da descoberta de fraudes na emissão de carteiras de hablitação para pessoas reprovadas e até para faltosos aos exames marcados. A fraude foi denunciada na última segunda-feira (21) pelo diretor-presidente do Detran, Leonel Feitoza, após investigações que vêm sendo feitas há alguns meses. No total, foram recolhidas 199 habilitações de pessoas agraciadas com a aprovação. De acordo com Leonel, já foram identificados entre os fraudadores servidores do Detran, pessoas de auto-escolas, despachantes e há suspeitas da participação de servidores da Prodam. Todos os envolvidos, tanto servidores quanto funcionários de auto-escolas e condutores deverão responder processo corrupção ativa, adulteração de documentos públicos, falsidade ideológica, entre outros.

Investigação

Em nota distribuída à imprensa, a Prodam comunicou que o software utilizado pelo órgão é totalmente rastreável e, portanto, será possível identificar data, horário, rede (local) e as ações que foram realizadas no sistema. De acordo com a nota, até o final da manhã de ontem, o presidente da Prodam, Tiago Paiva, irá se reunir com o secretário de inteligência, Thomaz Vasconcelos, para detalhar as providências cabíveis. A direção da Prodam ainda informa que havendo qualquer possibilidade de envolvimento de servidores da empresa no referido caso, abrirá sindicância e tomará todas as providências cabíveis, dentro do rigor que o assunto exige.

Publicidade
Publicidade