Publicidade
Manaus
Manaus

Devido a chuva, Manaus tem quedas de árvores, acidentes de trânsito e destelhamentos

Foram registrados 12 ocorrências, sem vítimas. No conjunto Hileia 1, bairro Redenção, uma parada de ônibus foi arrancada do chão com a força do vento 29/08/2015 às 13:36
Show 1
Via ficou bloqueada devido a árvore caída na Rua Leovegildo Coelho.
Kamyla Gomes ---

Devido à chuva que caiu em Manaus no início deste sábado (29), pelo menos 12 ocorrências foram registradas na cidade, entre destelhamentos, tombamentos de árvores e acidentes de trânsito. Houve também, em diversos pontos, semáforos apagados devido à falta de energia em alguns locais.

A maior parte dos chamados registrados pela Defesa Civil de Manaus veio das zonas Leste e Norte: houve destelhamentos na rua Nascente do Sol, na comunidade Raio do Sol, bairro Cidade Nova; na rua Ana, bairro Ouro Verde; rua 1 da Cidade Nova; rua Dr. Gama e Silva, no Zumbi, e rua Roraima, no bairro São José 1.

As ocorrências de tombamentos de árvores foram registrados na rua Laço do Amor, bairro Jorge Teixeira 1; rua Anori, bairro Nova Conquista; rua 23 da Cidade Nova; e na rua Presidente Vargas, no Zumbi 1. Uma árvore tombou também na rua Joaquim Sarmento, Centro; e no Parque do Mindu, bairro Parque Dez.

No conjunto Hileia 1, bairro Redenção, a estrutura de uma parada de ônibus foi arrancada do chão com a força do vento, conforme a Defesa Civil Municipal.

Acidentes

Conforme o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito de Manaus (Manaustrans) houve colisão de veículos no cruzamento das avenidas Cosme Ferreira e Efigênio Sales, no Coroado, e também uma colisão entre carro e caminhão na avenida Pedro Teixeira, Dom Pedro, onde os agentes estavam se deslocando para o local.

Bombeiros

O Corpo de Bombeiros do Amazonas informou que durante a forte chuva a corporação teve diversos chamados, totalizando mais de 50 solicitações de ocorrências. A maioria foi quedas de árvores e destelhamentos de casas. As zonas Norte e Leste ficaram sem energia.

Temperatura

O Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) informou que a tempestade que caiu em Manaus neste sábado (29) foi provocada por um aglomerado convectivo, que causou grande volume de águas, rajadas de vento e descargas elétricas isoladas.

Conforme o medidor localizado no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes (EG), até 4h o céu estava claro, mas uma nebulosidade formou-se rapidamente entre às 5h e 6h, quando teve início a chuva.

O Sipam informou ainda que durante o evento, que produziu volume de chuva da ordem de 5 milímetros, a temperatura caiu de 27°C para 22°C, enquanto os dados de ventos registraram rajadas de 76 km/h (EG) e 58 km/h (1º DISME) por volta das 7h local.

Publicidade
Publicidade