Publicidade
Manaus
vacinação

Dia 'D' da Campanha contra Influenza imuniza crianças e idosos

A meta da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) é vacinar 396.970 pessoas até o dia 20 de maio, quando a campanha será encerrada na capital 30/04/2016 às 16:19 - Atualizado em 30/04/2016 às 16:26
Juliana Geraldo

A manhã deste sábado (30), foi o  ‘dia D’ da campanha nacional de vacinação contra o vírus da Influenza (gripe). Em Manaus, a vacina foi disponibilizada em  962 pontos  de que funcionaram em  Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), postos de saúde e outros  locais com grande circulação de pessoas, como shoppings, farmácias e supermercados. Equipes volantes também  atuaram nas ruas para facilitar o acesso da população ao serviço.

A campanha prioriza a vacinação de  crianças  entre seis meses e menores que cinco anos,  gestantes, mulheres no puerpério (até 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde (exceto os da área administrativa), indígenas que moram em aldeias assistidos pelos órgãos competentes e idosos com 60 anos ou mais.

Também podem receber a imunização  adolescentes e jovens de 12 a 18 anos sob medidas socioeducativas,  população carcerária e pessoas com doenças crônicas como diabetes, cardiopatia, hepatopatia e algumas doenças neurológicas.

Quatrocentas mil doses da vacina já foram distribuídas aos cinco distritos de saúde (disas), responsáveis pelo abastecimento nos postos. A meta da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) é vacinar 396.970 pessoas até o dia 20 de maio, quando a campanha será encerrada na capital.

Primeiro dia

No sábado foi registrado movimento intenso nos pontos autorizados para vacinação, em especial de idosos com 60 anos ou mais e pais levando filhos menores de cinco anos.

Na UBS Theomário Pinto Costa, no bairro da União,  zona Centro-Sul de Manaus, por exemplo, a enfermeira Lene Martins, de 35 anos, levou, ainda pela manhã, sua filha Gabriela Martins, de 4 anos, para tomar a vacina contra a gripe. “Essa não é a primeira vez que ela toma a vacina. Todos os anos eu trago porque é uma prevenção. No dia ela tem alguma reação, mas passa todo o ano sem ter gripes fortes. Me sinto segura”,  conta.

Já na Policlínica Castelo Branco, no Bairro Parque 10, também na zona Centro-Sul,  o movimento também  esteve grande. Entre as mais de 400 pessoas que passaram pelo local apenas pela manhã, estava dona Elza silva do Lago, 63 e o marido Francisco Celso do Lago, 68. “Na nossa idade é muito importante nos prevenirmos, porque qualquer gripe pode se agravar. E como são muitos pontos de vacinação, a espera não é tão grande, então vale a pena”, disse Elza.

 

Publicidade
Publicidade