Publicidade
Manaus
SAÚDE

'Dia D' contra gripe terá 649 postos de vacinação espalhados por Manaus

Mobilização nacional de imunização contra o vírus influenza acontece neste sábado (12). Além de pontos físicos, 177 postos circularão pela cidade 10/05/2018 às 11:53
Show sem t tulo
acritica.com Manaus (AM)

A Prefeitura de Manaus realiza, neste sábado (12), o Dia D de vacinação contra a gripe, seguindo a mobilização nacional de imunização contra o vírus Influenza, causador da doença. A abertura será às 8h30, na Policlínica Castelo Branco, na rua do Comércio, Parque Dez de Novembro, zona Centro-Sul da cidade.

Em toda a cidade, haverá 649 postos de vacinação, nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), policlínicas, Centros de Atenção Integral à Criança (CAICs), igrejas, supermercados, escolas, Clubes de Mães, entre outros pontos, que funcionarão das 8h às 17h, distribuídos em todas as zonas da cidade, inclusive na zona rural. Nos shoppings Via Norte, Nova Cidade, Cidade Leste, Studio 5, Manauara, Amazonas e Millennium, o horário será diferenciado, das 10h às 18h.

Além disso, serão disponibilizados 177 postos volantes que circularão em áreas estratégicas para atender as comunidades. Os últimos ajustes foram feitos durante reunião na manhã desta quarta-feira, 09/05, na sede da Secretaria Municipal de Saúde, da qual participaram os subsecretários de Gestão Administrativa e Planejamento, Jean Abreu, e de Gestão da Saúde, Adriana Elias, com responsáveis pelas áreas de Vigilância Epidemiológica, Imunização, Logística e Comunicação.

O público-alvo é de 424.402 pessoas e a meta é vacinar 90% deste total. Para isso, serão disponibilizadas em torno de 450 mil doses de vacina. “Montamos uma estrutura para que nossa cobertura seja o mais eficaz possível. Teremos 2,5 mil pessoas trabalhando neste sábado para assegurar que ninguém fique sem a vacina. A orientação do prefeito Arthur Virgílio Neto é que consigamos ultrapassar a meta, como tem acontecido em campanhas anteriores, o que rendeu, inclusive, reconhecimento nacional aos resultados alcançados pela Semsa”, informa o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi.

Público-alvo

A campanha é voltada para indivíduos com 60 anos ou mais de idade, trabalhadores de saúde, povos indígenas (aldeados e assistidos pela SESAI), crianças na faixa etária de seis meses a menor de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e professores das escolas públicas e privadas.

Os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais deverão apresentar o laudo médico, receita, carteirinha dos programas de saúde, prescrição médica ou outro documento que comprove a sua condição clínica para receber o imunobiológico, assim como, os professores também deverão apresentar documentos (crachá, contra cheque ou outro documento) que comprovem a profissão.

A vacina

A vacina contra Influenza é trivalente constituída por vírus inativados, fracionados e purificados, portanto, não contêm vírus vivos e não causam a doença. É contraindicada para pessoas com alergia grave ao ovo de galinha e para aqueles que já apresentaram reação anafilática a doses anteriores.

Quem foi vacinado contra o sarampo recentemente pode receber a dose contra a gripe. Inclusive as crianças que não estiverem com o registro da Tríplice Viral atualizado, receberão o imunobiológico simultaneamente.

O agendamento da vacinação do grupo prioritário impossibilitado de locomoção acontecerá pelo telefone 0800-280-8280 no período de 14 a 30 de maio. O atendimento de vacinação dos acamados acontecerá no período de 04 a 08 de junho.

Sobre a Influenza

A Influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, e é um problema de saúde pública no Brasil. Esta patologia pode levar a complicações graves e ao óbito, especialmente nos grupos de alto risco para as complicações da infecção viral (crianças menores de cinco anos de idade, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais).

A cada ano esta gripe pode se apresentar de forma diversa, assim como a infecção pode afetar de forma diferente as pessoas. A transmissão do vírus Influenza ocorre por meio do contato com secreções das vias respiratórias eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar (transmissão direta) ou através das mãos ou objetos contaminados (transmissão indireta), quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz).

A vacinação mostra-se como uma das medidas mais efetivas para a prevenção da influenza grave e suas complicações. Atualmente, as vacinas utilizadas contêm antígenos contra três cepas de influenza: A (H1N1), A (H3N2) e B. Estas cepas são diferentes a cada ano visando prevenir a doença causada por cepas que circularão na temporada seguinte.

Publicidade
Publicidade