Publicidade
Manaus
Contra a Influenza

Campanha nacional contra a Influenza deve imunizar 940 mil pessoas em Manaus

A meta do Estado é imunizar ao menos 80% das 940 mil pessoas que integram os grupos prioritários, como crianças, idosos, gestantes e pessoas portadoras de doenças crônicas 29/04/2016 às 04:40
Show influenza 1
Municípios de todo o estado já receberam os lote da vacina. (Euzivaldo Queiroz)
Kelly Melo Manaus (AM)

Aproximadamente 1 milhão de vacinas foram enviadas para o Amazonas pelo Ministério da Saúde (MS) para o Dia D  de Vacinação contra a Influenza (H1N1), que acontece amanhã em todo o País. A meta do Estado é imunizar ao menos  80% das 940 mil pessoas que integram os grupos prioritários, como crianças, idosos, gestantes e pessoas portadoras de doenças crônicas. Todos os municípios amazonenses já receberam os lotes da vacina.

Em Manaus, o Dia D contra a Influenza será realizado em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), policlínicas,  Centros de Atenção Integral à Criança e a Melhor Idade (CAICs e CAIMIs), além de pontos itinerantes, como terminais de ônibus, supermercados e  estabelecimentos comerciais, onde haja concentração de pessoas.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), serão disponibilizados 962 postos de vacinação, das 8h às 17h, e conta com o envolvimento de 4,5 mil profissionais de saúde. A campanha segue até o dia 20 de maio, em todas as unidades de saúde.

São considerados públicos prioritários  para receber  a proteção contra a gripe as pessoas com mais 60 anos, crianças na faixa etária de seis meses e menores de cinco anos, as gestantes, puérperas ( mulheres com até 45 dias após o parto), os trabalhadores de saúde,  povos indígenas, portadores de doenças crônicas e pessoas privadas de liberdade.

“Estamos recomendando a todas as prefeituras e suas secretarias municipais de saúde que se engajem e busquem realizar todos os esforços para assegurar uma ampla cobertura vacinal desses grupos prioritários”, afirmou o secretário estadual de saúde, Pedro Elias.

 

Casos confirmados

Segundo a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), das 940 mil pessoas que devem ser imunizadas, 543.030 estão no interior e  396.970 na capital. “A imunização é importante para evitar que as pessoas que desenvolvam um quadro de gripe não evoluam para um quadro clínico mais grave ou mesmo ao óbito”, frizou o diretor-presidente do órgão, Bernardino Albuquerque.

O último boletim epidemiológico confirmou cinco casos da doenças no estado, sendo que dois resultaram em morte. A Semsa também investiga mais 32 casos de pessoas com a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), provavelmente pelo vírus H1N1. No ano passado não houve nenhum registro de morte por H1N1.

O diretor-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Bernardino Albuquerque, explica que, como nos anos anteriores, a vacina disponibilizada na campanha inclui a proteção contra o vírus Influenza A/H1N1. Ele observa que a estratégia de vacinação contra a Influenza foi incorporada no Programa Nacional de Imunizações em 1999, com o propósito de reduzir internações, complicações e mortes na população-alvo para a vacinação no Brasil.

A FVS-AM reforçou as orientações à população para que mantenha os cuidados com a higiene, como a lavagem das mãos ou o uso do álcool gel, e que evite lugares fechados, de muita aglomeração. 

Publicidade
Publicidade