Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019
ATIVIDADES

Dia da Amazônia é celebrado com atividades no INPA e Bosque da Ciência

O evento reuniu uma série de atividades para aproximar leigos e curiosos do conhecimento científico e incentivar uma reflexão sobre as questões ambientais



01_A4CBB8C3-6CEC-45BA-B606-AB75B41FA371.jpg (Foto: Euzivaldo Queiroz)
05/09/2019 às 16:26

Qual o impacto das nossas escolhas culturais, sociais e econômicas no meio-ambiente? A floresta amazônica pode se transformar numa savana? Qual setor emite mais gases de efeito estufa: o agropecuário ou de energia elétrica? Algumas dessas questões foram apresentadas ao público que esteve nesta quinta-feira (5) no Bosque da Ciência, situado no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), durante programação especial em homenagem ao Dia da Amazônia.

O evento reuniu uma série de atividades para aproximar leigos e curiosos do conhecimento científico e incentivar uma reflexão sobre as questões ambientais. Aulas de yoga, sessões de meditação pela Amazônia, exposição dos efeitos das mudanças climáticas e atividades interativas sobre a relação do homem com os recursos naturais fizeram parte do cardápio.



“Já existe, por parte do Inpa, uma tentativa de mostrar à comunidade a importância da preservação da floresta. O Bosque abriu as portas hoje à comunidade para reforçar a conscientização”, afirmou Ivan Araújo, chefe interino do Bosque da Ciência, que estimou participação de cerca de 2 mil pessoas até o final do evento.

Por meio de jogos interativos baseados em elementos da natureza, o projeto Ecoethos da Amazônia propôs aos visitantes uma reflexão sobre o desafio de conciliar demandas sociais e conservação dos ecossistemas. “Trata-se de propor o debate e a discussão dessas relações. É o nosso grande desafio: atender as nossas demandas e conservar os recursos”, definiu Genoveva Chagas, tecnologista sênior do laboratório de Psicologia Ambiental do Inpa, responsável pela criação do proejto, há cinco anos Na exposição sobre os efeitos da mudança climática na Amazônia, o público teve a oportunidade de aprender sobre a influência da região na quantidade de chuva do Brasil, o que interfere na agricultura, e seus efeitos no clima global. 

“Há muitas questões a serem resolvidas na Amazônia, um livro ainda pouco lido. Então tentamos oferecer um pouco das atualidades científicas à população. Também trazemos informações extras dos projetos de pesquisa de que participamos”, disse Yago Santos, mestre em Ecologia pelo Inpa.

“Os experimentos realizados aqui (na Amazônia) são os únicos em florestas tropicais no mundo. Eles respondem perguntas cujas respostas o mundo não conhece, porque as florestas tropicais se comportam de maneira muito diferente daquelas que já receberam esses experimentos”, ressalta Yago.

Ao final da visita ao Bosque da Ciência, a médica veterinária Jucileia Faria e o educador físico Márcio Ramos Cabete destacaram a interação entre os quelônios e as crianças, dentre elas o filho Tiago, de 3 anos de idade. Sobre a questão do desmatamento na Amazônia e a guerra de informações que o tema suscita, o marido foi enfático. “Para mim, devia passar uma cerca. Ninguém entra mais, nem corta mais um pau. Mas isso é impossível”.

News d amorim 845c88c9 db97 48fa b585 f1c0cb967022
Repórter de Cidades
Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Além de A Crítica, já atuou em uma variedade de assessorias de imprensa e jornais, com ênfase na cobertura de Cidades e Cultura.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.