Publicidade
Manaus
Manaus

Dia de Ação de Graças americano ganha espaço no calendário amazonense

O dia especial para agradecer tem origem nos Estados Unidos e Canadá, mas vem dominando o calendário das famílias amazonenses 26/11/2014 às 21:45
Show 1
A mesa farta é uma tradição importante do dia de Ação de Graças
Cynthia BLink ---

Na quarta quinta-feira de novembro comemora-se o ‘Thaksgiving Day’ ou Dia de Ação de Graças. A tradição começou nos Estados Unidos e no Canadá, mas  vem ganhando cada vez mais espaço no calendário das famílias amazonenses.

“É um dia para agradecer pela vida, pela saúde, pelos acontecimentos bons do ano, agradecer por estarmos com as pessoas que amamos”, explica o consultor de empresas Sid Matos. Ele  mora há 9 anos em Nova York (EUA) e esse ano passará a data em sua cidade natal, Manaus.

“Demorei um pouco para entender o verdadeiro significado do Dia de Ação de Graças, mas com a convivência e algumas explicações dos meus amigos americanos superei esse problema e hoje posso dizer que gosto muito da data”, confessa o consultor.

O amazonense Luiz Eduardo conheceu o Dia de Ação de Graças quando morou nos Estados Unidos e há 20 anos não deixa a data passar em branco.

“Já tem um tempo que passo a data com meus amigos americanos que moram aqui Manaus. Nos reunimos em 15 a 20 pessoas para realizar os agradecimentos”, conta Luiz Eduardo que anuncia uma novidade na comemoração de 2014. “Vamos reunir dinheiro e presentes para doar a um orfanato. Também é uma forma que encontramos de sermos agradecidos”.

Na adolescência, o Dr. Anderson Fonseca fez um intercâmbio nos Estados Unidos e particpou pela primeira vez de um Dia de Ação de Graças, depois, continou a tradição no Amazonas.

“A data também tem cunho protestante nos Estados Unidos e eu sou religioso. Quando voltei adaptei em casa essa forma especial de agradecer os bons acontecimentos”, revela o advogado, que confessa não ser ortodoxo no menu norte-americano, mas quando reúne a família e os amigos não deixam faltar o prato principal da data que é o peru.

A mesa do Dia de Ação de Graças é um banquete, pode ser comparado a ceia de natal, com cranberries, peru e torta de moranga.

“Hoje em dia é fácil fazer uma mesa igual a que é servida nos Estados Unidos, Manaus tem todos os igredientes”, diz Luiz Eduardo. Ele ainda explica outra tradição que envolve a ave, estrela do menu.

“O peru deve ser o maior que a gente encontrar e ele tem que ser cortado apenas na mesa. Quem corta é o anfitrião da casa ou alguém que está sendo homenageado aquela noite”, esclarece o empresário.

A fartura relembra as origens da celebração, a primeira grande ceia com peregrinos ingleses e indígenas em território norte-americano, no Estado da Nova Inglaterra, quando os ingleses agradeciam aos nativos pelos ensinamentos agrícolas.

Origem

As primeiras comemorações do Dia de Ação de Graças na Nova Inglaterra eram festividades de gratidão a Deus, em agradecimento às boas colheitas anuais. Para marcar a ocasião depois de anos complicados a nível de agricultura, o governador da vila resolveu organizar uma festa no Outono de 1621. Em 1863, Abraham Lincoln anunciou que a 4° quinta-feira de Novembro seria o Dia Nacional de Ação de Graças.


Publicidade
Publicidade