Publicidade
Manaus
Dia de Todos os Santos

Arcebispo de Manaus fala sobre o Dia de todos os Santos

Conforme o arcebispo da Arquidiocese de Manaus, dom Sérgio Castriani, este dia deve se celebrar a festa da Jerusalém celeste 02/11/2016 às 05:00
Show som
O arcebispo da Arquidiocese de Manaus, dom Sérgio Castriani
Isabelle Valois Manaus (AM)

No calendário universal o dia primeiro de novembro se comemora o dia de todos os santos. Conforme o arcebispo da Arquidiocese de Manaus, dom Sérgio Castriani, este dia deve se celebrar a festa da Jerusalém celeste, logo deveria ser considerado feriado, como não há, a igreja católica do Brasil transfere esta comemoração para o domingo próximo.

“A igreja se divide em três partes. Nessa divisão temos a igreja caminhante a que vive neste mundo, a igreja padecente que se encontra no purgatório e a igreja triunfante que são aqueles que estão juntos de Deus e esse consideramos os santos. Devido à importância da festa, a solenidade se transfere para o domingo próximo, festa que celebra o futuro da humanidade”, reforçou.

De acordo com arcebispos, a comunidade católica conhece alguns desses santos. Estes até possuem datas e festejos durante o ano. Castriani afirma que este universo dos santos conhecidos ainda é pouco para a multidão que se encontra ao lado de Deus. Nesse meio se encontram os santos mártires, profetas, doutores, pastores e de diversas categorias de santos. “Com esse festejo a igreja mostra que a santidade é a vocação de todos. Como não temos a ideia de quantos santos existem na Jerusalém celeste, dedicamos este dia para comemorarmos”, explicou.

A transferência da solenidade para o domingo próximo também ocorre com as festividades de São Pedro e São Paulo além de demais peças fundamentais da igreja católica. “Os santos intercedem por nós a Deus. não temos idéias de quantos santos existem na igreja, mas existem algumas diferenças entre os santos. Há aqueles que são beatificados e canonizados” comentou Castriani.

No geral os santos beatos são aqueles que tiveram um exemplo de vida, modelo de vida cristã e que a igreja tem certeza da presença deles no céu e que intercedem pelo povo devoto e cristão. Além desses também existem os santos canonizados que são aqueles que recebem data e festividade própria.

A santa dos estudantes

Assim como em demais cidades do país, em Manaus existe uma santa considerada pela igreja católica como “santa popular”. Esta leva todos os anos muitos devotos a visitar o túmulo no dia dos finados, no cemitério São João Batista. Esta a conhecemos como “santa Etelvina”. O arcebispo explicou que esta não tem reconhecimento da igreja e também não existe qualquer processo encaminhado pedindo a beatificação de Telvina. Castriani informou que os procedimentos de beatificação e canonização são muito rigorosos e para isso precisaria de um levantamento detalhado sobre a história de Etelvina, com viveu e comprar os milagres que a santa realizou.

Destaque

Conforme a igreja católica a festividade de todos os santos é a celebração de toda santidade que se encontra no céu. Isto, para mostrar concretamente, a vocação universal de todas as pessoas para a felicidade eterna, que deve ser seguir o caminho da santidade, a plenitude da vida cristã e à perfeição da caridade.

Publicidade
Publicidade