Publicidade
Manaus
ALERTA

Juíza alerta população a não cair em golpe de falsas doações de Natal em Manaus

Coordenadora da Infância e da Juventude, Rebeca Mendonça Lima disse que o ideal é direcionar doações a unidades de acolhimento credenciadas 30/11/2017 às 14:20 - Atualizado em 30/11/2017 às 14:26
Show show doa  es
Imagem meramente ilustrativa (Foto: Arquivo A A Crítica)
acritica.com* Manaus (AM)

A juíza coordenadora da Infância e da Juventude (COIJ), Rebeca de Mendonça Lima, fez um alerta à população de Manaus para não cair em golpe de falsas doações de Natal, comum na época de fim de ano. Segundo a magistrada, doações de mantimentos, brinquedos e outros itens devem ser feitos apenas a instituições de acolhimento de crianças e adolescentes credenciadas junto aos órgãos públicos.

“Lançamos este alerta em virtude da existência de pessoas inescrupulosas que, em Manaus, têm se aproveitado da bondade e da solidariedade de cidadãos de bem para pedir doações em nome de crianças e adolescentes visando, na verdade, a obtenção de vantagens pessoais”, disse a magistrada.

A juíza Rebeca ressalta que hoje, em Manaus, dez unidades acolhedoras, ou abrigos, estão credenciadas pelo Conselho Municipal da Criança e do Adolescente, sendo elas: Abrigo Moacyr Alves, Aldeias Infantis SOS Brasil, Abrigo o Coração do Pai, Abrigo O Pequeno Nazareno, Abrigo Infantil Monte Salém, Casa Vhida, Casa Mamãe Margarida, Lar Batista Janell Doyle, Nascer e Serviço de Acolhimento Institucional para Crianças e Adolescentes (Saica). 

Juntos, os dez abrigos acolhem, atualmente, aproximadamente 200 crianças e adolescentes, incluindo vítimas de negligência, maus tratos ou abusos. As dez unidades, conforme a Coordenação da Infância e da Juventude, são credenciadas por órgãos competentes e são, constantemente, inspecionadas pelo Poder Judiciário Estadual.

*Com informações de assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade