Publicidade
Manaus
Manaus

Dois homicídios foram registrados pelo IML em Manaus

A polícia investiga um dos casos como uma possível execução e o outro como acerto de contas por briga de pontos de vendas de drogas na Zona Leste 11/09/2013 às 10:05
Show 1
O Instituto Médico Legal (IML) realizou a remoção dos corpos
Bruna Souza Manaus, AM

Dois homens foram mortos a tiros no fim da noite de terça-feira (10) e madrugada desta quarta-feira (11) na Zona Leste de Manaus. O Instituto Médico Legal (IML) fez a retirada dos corpos de Edson da Silva e Silva, 21, que foi morto com sete tiros na frente da namorada e de amigos no bairro Tancredo Neves, e de Marcelo Rolim de Sousa, 26, assassinado com dois tiros na Colônia Antônio Aleixo.

O primeiro caso foi registrado por volta das 23h, na rua Amarante do Maranhão, bairro Tancredo Neves. De acordo com a descrição realizada por policiais militares da 14ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) no relatório de ocorrência da Polícia Militar (PM), Edson estava com a namorada e amigos na frente da casa onde morava com os pais quando foi atingido pelos tiros. O atirador chegou ao local, atirou nas costas da vítima, que não teve tempo de reagir à ação, e depois fugiu em um veículo, modelo Celta, de cor vermelha e placa não identificada pelas testemunhas.

De acordo com dados no site do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), Edson foi acusado de ter cometido um homicídio no mês de abril de 2013, ficou preso por um mês e meio e teve o relaxamento da prisão em um alvará de soltura expedido no último dia 19 de junho. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, a vítima teria esfaqueado o cunhado e a polícia investiga se há ligação do fato com a execução. O pai de Edson afirmou aos policiais que o filho vinha sofrendo ameaças de morte, mas não soube informar quem era o responsável por elas. Os sete tiros atingiram a testa, o olho esquerdo, costela e o tórax de Edson. O corpo foi removido por servidores do IML.

Outro caso

Marcelo Rolim foi morto com dois tiros em via pública no bairro Colônia Antônio Aleixo. O local exato do crime não foi divulgado pela polícia. De acordo com populares, dois homens conhecidos na área como ‘Maxwell’ e ‘Fabricio’ atiraram contra a vítima e fugiram do local.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas Marcelo morreu antes de ser socorrido. A polícia investiga o caso e acredita que a morte tenha ocorrido por acerto de contas do tráfico de drogas do bairro. Segundo policiais da 28ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), Marcelo não tem registro na polícia, mas moradores informaram que o fato da vítima comercializar entorpecentes na área irritou os rivais, que decidiram matá-lo. Os casos serão investigados pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Publicidade
Publicidade