Publicidade
Manaus
Manaus

Dois milhões de romeiros prestam homenagens neste domingo (12)

Católicos celebram as manifestações de fé à Nossa Senhora de Nazaré e Nossa Senhora Aparecida com um domingo recheado de programações na Praça 14 e no Centro 11/10/2014 às 14:46
Show 1
Não importa de se faz sol ou chuva. A fé dos romeiros supera todas as barreiras para aguentar o percurso até o final
Acyane do Valle ---

A vizinha capital paraense deve receber, hoje, aproximadamente 2 milhões de romeiros que irão participar de uma das maiores e mais belas procissões católicas do Brasil, o Círio de Nazaré, realizado sempre no segundo domingo de outubro. É como se toda a população de Manaus estivesse presente neste evento sem igual no mundo. As manifestações de fé e homenagens à santa que dá nome ao Círio Nossa Senhora de Nazaré, representam uma emoção única entre os fiéis, que vão agradecer ou buscar graças.

“Só vivendo este momento para entender o que sentimos. Não tem como conter a emoção. Quando ouvimos os hinos, vemos a santa na procissão, os sentimentos transbordam, as pessoas choram comovidas pela fé”, declarou a empresária Ângela Bastos. Morando no Amazonas há duas décadas, ela retorna a Belém (PA) todos os anos com sua família para participar do Círio de Nazaré. “Sou muito devota e sempre alcancei as graças que pedi”, disse Ângela, que é natural do Pará.

A empresária contou que faz as suas promessas e as paga durante o Círio de Nazaré, onde percorre descalça as ruas, junto com a procissão. “São centenas de pessoas, de todas as idades, do Brasil e do exterior, que participam do Círio, umas descalças, outras percorrem as ruas de joelhos e são auxiliadas por outros fiéis durante esse sacrifício que estão fazendo; existem aqueles que levam casas na cabeça, pernas e braços de madeira, simbolizando as graças alcançadas e também têm os que ficam na corda. Vemos muitos jovens estudantes que fizeram promessa para ingressar numa faculdade e vão para a procissão, Nossa Senhora gera toda essa devoção”, comentou emocionada a empresária.

O percurso da procissão, de 3,6 quilômetros, chegou a ser percorrido em mais de nove horas de caminhada. Devido a sua grandiosidade, o Círio de Belém foi registrado, em setembro de 2004, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), como patrimônio cultural de natureza imaterial. O simbolismo da corda do Círio, que todos os anos é extremamente disputada pelos fiéis que fazem promessas, também pesou nessa conquista.

“É um evento grandioso e realizado no Norte do País. É a fé que nos move”, disse Lindomar dos Santos Garcia, que nasceu na cidade de Santarém (PA) e mora em Manaus há 15 anos.

Na última quarta-feira ele estava tentando comprar passagem área para Belém, com embarque na sexta (todos os voos, com tarifa básica ou promocional, estavam esgotados). Os bilhetes das companhias aéreas para essa data, saindo de Manaus, estavam sendo comercializados a partir de R$ 900. Na agência CVC em Manaus, a procura por pacotes de viagens para o Círio de Nazaré aumentou 30% nos últimos dez dias, quando comparada com o mesmo período de 2013. E a empresa começou a vender pacotes para o Círio em março deste ano.

As imagens São Paulo e Belém

A primeira imagem de Nossa Senhora Aparecida foi encontrada em São Paulo por três pescadores no rio Paraíba do Sul. Depois que encontraram a imagem houve fartura de peixe; a outra foi encontrada por um caboclo, às margens do igarapé Murutucú, em Belém, onde foi construída a Basílica Santuário.

Imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré percorreu vário municípios

O Círio de Nazaré, que também será realizado hoje em Manaus, terá uma emoção a mais pelo centenário da paróquia da santa, cuja primeira capela foi construída por um paraense, que trouxe para o Amazonas a sua devoção à Mãe de Nazaré. As comemorações dos cem anos foram realizadas no mês passado com a visita da imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré, a mesma usada no Círio de Belém, que percorreu municípios do interior e localidades alcançadas até 12 horas de barco.

Também foi realizada uma missa campal na Arena da Amazônia, encerrando a programação do centenário com 23 mil pessoas. “Foi uma participação maior que a registrada no show da Ivete Sangalo em Manaus”, afirmou Otacílio Amato, responsável pela coordenação dos festejos do centenário da igreja. As comemorações receberam o apoio dos 300 mil paraenses cadastrados em Manaus e, para o Círio de Nazaré deste ano, em Manaus, estima-se que o número de fiéis seja duplicado, em função de toda a divulgação feita sobre o centenário da paróquia.

“Estamos com uma expectativa grande para o Círio e estamos adaptando a programação às missas campais porque a igreja não comporta, tanta gente na Praça de Nossa Senhora de Nazaré como também no Santuário de Fátima”, ressaltou Otacílio. Desde o dia 14 de setembro, a imagem da santa começou a peregrinação pelas casas das famílias amazonenses.

Atividades começam às 5h30; No Santuário de Nossa Senhora Aparecida, de carreata à missa para as crianças estão na programação

As celebrações em homenagem à Nossa Senhora Aparecida, a padroeira do Brasil, vão começar cedo em Manaus, a partir das 5h30 deste domingo. A primeira atividade é uma carreata, com saída da rua Alexandre Amorim, em frente ao Santuário de Aparecida, no bairro que recebe o nome da santa, Zona Sul. A novidade deste ano será a presença de um grupo de ciclistas que abrirá a carreata. Ao longo do dia serão realizadas missas especiais e a procissão às 17h, com percurso pelas ruas do Centro.

As homenagens trazem como tema este ano, “Com a mãe Aparecida, ser solidário na dor!”, uma maneira de discutir as mazelas enfrentadas diariamente pela população, sobretudo os mais pobres. “O ministério da dor, que estamos celebrando este ano, tem ligação forte com a realidade de sofrimento que as pessoas estão enfrentando no dia a dia”, explicou o padre Ronaldo Mendonça, pároco há cinco anos do Santuário de Nossa Senhora Aparecida.

Desde o dia 3, o tema tem sido apresentado a cada noite na igreja, sempre a partir das 19h, por meio de uma programação criativa envolvendo teatro e música, retratando uma realidade ampla das dores do povo. “As equipes trouxeram temas diferentes a cada noite, com símbolos, coreografias, roupas típicas, ou seja, uma programação que chamou a atenção das pessoas”, disse o padre Ronaldo.

Busca pelo espiritual

Padre Ronaldo diz que a sociedade está vivendo um momento de maior busca pelo espiritual, de Deus. “Onde tem alguma coisa que garanta a essas pessoas um estado de paz e tranquilidade, é onde elas ficarão. Se não se sentem atendidas em suas necessidades, buscam outro local”, comenta. “As pessoas vêm com fome e com sede de encontrar algo, que não encontram respostas por parte do Poder Público e dos políticos”, acrescentou.IGREJAA igreja tem capacidade para mil pessoas sentadas, mas, principalmente no dia de Nossa Senhora Aparecida, as instalações se tornam pequenas para tanta gente. Uma média de 18 a 20 mil pessoas procuram o santuário toda semana.

Pontos da Programação: Círio de Nazaré

 6h30 – Missa no Santuário de Fátima, na Praça 14 7h – Procissão do Círio, saindo do santuário até a praça de Nossa Senhora de Nazaré. Missa logo em seguida com bispo auxiliar de Manaus, Dom Mário Antônio 12h – Missa dos Jovens e das Famílias 18h e 19h – Missa

Procissão N.S Aparecida

05h30 – Carreata pelas vias Alexandre Amorim, Luís Antony, 7 de Setembro, Getúlio Vargas, Leonardo Malcher, Ramos Ferreira, Wilkens de Matos e Alexandre Amorim

06h30 – Café Comunitário na frente do Santuário de N. S. Aparecida 08h – Missa

10h – Missa das Crianças

12h – Terço

14h – Ofício de N. S. Aparecida

17h – Procissão – vias Alexandre Amorim, Ferreira Pena, Leonardo Malcher, Ramos Ferreira e Luís Antony 18h30 – Missa Campal

Publicidade
Publicidade